“PSDB não pode ficar indiferente”, diz Aloysio Nunes, após Rodrigo Garcia abraçar o fascismo

“É um absurdo o partido ficar indiferente a essa ameaça à democracia que se avizinha”, afirmou o ex-ministro e ex-senador; líderes tucanos defendem a expulsão do governador

www.brasil247.com -
(Foto: Divulgação/Governo do Estado de SP | ABR)


247 - O ex-ministro e ex-senador Aloysio Nunes, histórico político do PSDB e apoiar do ex-presidente Lula (PT) desde o 1° turno, criticou o apoio do governador Rodrigo Garcia (PSDB) de apoiar "incondicionalmente" Jair Bolsonaro (PL) a presidente e Tarcísio de Freitas (Republicanos) a governador de São Paulo no 2º turno e a neutralidade do partido, que liberou o voto em qualquer um dos dois candidatos.

"É uma vergonha, é o fim do mundo. Esse apoio do Rodrigo ao Bolsonaro me constrange. Nem sei se constrange mais o PSDB. É um absurdo o partido ficar indiferente a essa ameaça à democracia que se avizinha", disse Aloysio ao jornal O Estado de S.Paulo.

Aloysio classificou como "masoquismo" um possível apoio do PSDB paulista à candidatura do ex-ministro bolsonarista Tarcísio.

Outros políticos mais antigos do PSDB, como Tasso Jereissati (CE) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, defendem o apoio a Lula, mas a maioria nos últimos anos o PSDB foi se colocando ainda mais à direita e, portanto, a pequena bancada eleita do partido tem um perfil mais conservador.

Presidente do Cidadania (partido está em uma federação com o PSDB), Roberto Freire, também defendeu o apoio a Lula e criticou a posição de Garcia.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247