Derrotado, Moro elogia ministros que ignoraram evidências e saíram em sua defesa no STF

Moro foi declarado suspeito por ter agido com parcialidade nos processos contra o ex-presidente Lula na Lava Jato, que celebrou: "a verdade venceu"

Sérgio Moro
Sérgio Moro (Foto: Lula Marques/AGPT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Declarado suspeito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por ter agido com parcialidade nos processos da Lava Jato contra o ex-presidente Lula, o ex-juiz Sergio Moro se manifestou pelo Twitter nesta quarta-feira (23) sobre a decisão da Corte.

Com um placar de sete votos a quatro, o colegiado confirmou a decisão da Segunda Turma do Supremo e pacificou a suspeição de Moro.

O ex-juiz agradeceu aos ministros que votaram a seu favor: Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Marco Aurélio Mello e Luiz Fux, "não reconhecendo vícios ou parcialidade na condenação por corrupção do ex-presidente Lula". Os votos dos citados, segundo Moro, "correspondem aos fatos ocorridos e ao Direito. Nunca houve qualquer restrição à defesa de Lula, cuja culpa foi reconhecida por dez juizes".

PUBLICIDADE

De todos os processos movidos contra Lula, somente os que foram julgados por Moro resultaram em condenação. Nos outros casos, o ex-presidente foi absolvido ou as acusações foram sumariamente arquivadas. Também pelo Twitter, o petista celebrou: "a verdade venceu".

Inscreva-se na TV 247, seja membro e assista ao nosso boletim sobre o tema:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email