Diretor-geral da PF muda chefe no Amazonas que pediu investigação contra Ricardo Salles

Diretor-geral da PF, Paulo Maiurino, decidiu trocar o chefe da instituição no Amazonas, Alexandre Saraiva, após ele solicitar a investigação da conduta do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em defesa dos madeireiros na região

(Foto: PF/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, nomeado para o cargo no último dia 6, irá trocar o superintendente da instituição no Amazonas, o delegado Alexandre Saraiva. Saraiva entrou em rota de colisão com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em função da maior apreensão de madeira ilegal já registrada no Brasil. A informação é da coluna Painel, da Folha de S. Paulo. 

Nesta semana, Alexandre Saraiva apresentou uma notícia-crime junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a investigação das condutas de Ricardo Salles e do senador Telmário Mota (Pros-RR) por “atrapalharem as medidas de fiscalização”. 

Mudança ocorre na esteira da repercussão criada após Salles criticar a operação da PF, realizada no final do ano passado, e defender os madeireiros suspeitos de serem os responsáveis pelo crime ambiental. No início do mês, Saraiva reagiu e afirmou ter sido a primeira vez que viu um ministro do Meio Ambiente se posicionar contra uma em defesa da Amazônia e que não “deixaria passar a boiada”

PUBLICIDADE

A declaração faz referência à expressão usada por Salles durante uma reunião ministerial do ano passado, quando sugeriu aproveitar a pandemia de Covid-19 para suprimir trechos da legislação ambiental. 

Anda segundo a reportagem, Maiurino teria escolhido o delegado Leandro Almada, que foi o segundo em comando durante a gestão de Saraiva, para chefiar a instituição no Amazonas. 

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email