PF pede ao STF que Ricardo Salles seja investigado por atrapalhar fiscalização ambiental

Ministro do Meio Ambiente vinha criticando a conduta da PF depois da realização da maior apreensão de madeira da história do país

(Foto: Bruno Kelly/Amazônia Real | Ascom/Semas | José Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - Uma notícia-crime feita pelo chefe da Polícia Federal do Amazonas, Alexandre Saraiva, foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo a investigação das condutas do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do senador Telmário Mota (Pros-RR) por “atrapalharem medidas de fiscalização”.

No documento, o delegado menciona a maior apreensão de madeira da história do Brasil. Saraiva sustenta no texto que Salles “dificulta a fiscalização ambiental e patrocina interesses privados”.

O chefe da PF no Amazonas cita dois crimes que teriam sido cometidos pelo ministro: advocacia administrativa e impedir ou embaraçar investigação de infração penal que envolva organização criminosa.

Continue lendo no Metrópoles

 Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email