Humberto Costa quer reconvocar Mayra Pinheiro para CPI da Covid: 'mentiu descaradamente'

Membro da CPI da Covid, o senador Humberto Costa (PT) disse que a "Capitã Cloroquina" agiu de forma "debochada e desrespeitosa" ao afirmar em vídeo que mandou perguntas que os governistas a fizeram

(Foto: Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Membro da CPI da Covid, o senador Humberto Costa (PT) anunciou nas redes sociais, nesta quinta-feira, 22,  que apresentou um novo requerimento para que a comissão convoque novamente a depor a secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro, conhecida como “Capitã Cloroquina”.

O senador justifica que Mayra agiu de forma "debochada e desrespeitosa" ao afirmar em vídeo que mandou perguntas que os governistas a fizeram. Costa ainda alega que “ela mentiu descaradamente quando lá esteve [na CPI]”. Em depoimento à comissão, Mayra mentiu pelo menos 11 vezes.

 

Perguntas combinadas

O portal The Intercept divulgou um vídeo na noite desta quarta-feira, 21, no qual a secretária de Gestão do Trabalho e Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, se prepara para seu depoimento na CPI da Covid no Senado, em maio. 

PUBLICIDADE

Mayra foi a responsável por lançar o aplicativo TrateCov em Manaus, que causou polêmica e foi retirado do ar após a descoberta de que se tratava de um sistema para receitar o ‘tratamento precoce’ contra a Covid independentemente do diagnóstico.

O vídeo é uma conversa entre Mayra, o pesquisador Regis Bruni Andriolo, defensor da cloroquina e ligado à Universidade do Estado do Pará, e o médico olavista e também secretário da pasta, Helio Angotti Neto. Ela pede orientações aos dois, pergunta se não há uma “bala de prata” para “provar” que “cloroquina funciona” e em algum momento faz “pergunta de leiga”, demonstrando seu total desconhecimento até mesmo no assunto em que ela se vendeu ser especialista.

“Qual é a bala de prata que eu posso levar estampada para dizer aos senadores: ‘tá aqui a prova estatística que eu tenho até hoje que hidroxicloroquina, ivermectina funciona?’”, pergunta Mayra. Ela também demonstra ter conhecimento de que os estudos que levaria ao Senado têm problemas de metodologia e não são reconhecidos cientificamente. “E eu imprimi 2.400 páginas de evidências, mas eu sei que boa parte do que eu imprimi, se a gente for analisar, pode ter os mesmos conflitos que o senhor acabou de falar aqui. Questões de metodologia inadequada…”

PUBLICIDADE

Mayra Pinheiro diz precisar enviar aos senadores governistas perguntas cujas respostas sejam “oportunidade” para ela falar. "Se o senhor puder fazer três ou quatro perguntinhas que os 'deputados' [sic] podem me fazer. Tem um grupo que nos apoia, que reconhece o nosso trabalho. Esse grupo precisa fazer perguntas que nos ajudem no nosso discurso. Que perguntas posso dar a esses senadores fazerem a mim, que eles chutam para eu fazer o gol?", pergunta.

"Capricha e já me dá a resposta porque os senadores têm que ter essa respostinha. Tem cinco senadores que vão jogar com a gente, preciso dar perguntas para eles interrogarem cujas respostas sejam oportunidade de eu falar", continua. Mayra também diz no ‘treinamento’ ver na CPI uma oportunidade de dar a “sua verdade”.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email