Internautas criam perfis fictícios e conseguem receitas de cloroquina no app da Saúde até como recém-nascidos

Usuários do Twitter criaram perfis fictícios para acessar o aplicativo do ministério da Saúde e constataram que a plataforma receita a cloroquina contra a Covid-19, diferentemente do que havia dito o ministro Eduardo Pazuello. Pessoas que nem sabiam se estavam com a doença receberam como sugestão o uso do remédio, que também valeu até para recém-nascido

(Foto: ABr | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Internautas criaram perfis de fictícios e acessaram o aplicativo do ministério da Saúde que oferece um formulário clínico para que profissionais receitem medicamentos do "kit Covid", sem comprovação científica, a pacientes. Pessoas que nem sabiam se estavam com o coronavírus relataram que a plataforma oferece a cloroquina. Até mesmo perfis de recém-nascidos conseguiram a receita. 

"Meu paciente simulado foi um apenas com nariz escorrendo, nada mais, muito típico da minha área de Medicina de Família e Comunidade. O de @silvathiagohs foi um paciente idoso, hipertenso e com Insuficiência Cardíaca", diz o perfil Aristóteles Cardona Júnior no Twitter.

 "Já o de @Oparbento1 foi um senhor também hipertenso, mas diabético, com insuficiência cardíaca e renal. Entretanto, apesar dos perfis diferentes, as 3 recomendações foram absolutamente as mesmas com hidroxicloroquina, ivermectina, azitromicina,  doxiciclina, zinco e dexametasona", acrescentou Cardona. 

PUBLICIDADE

Outro perfil identificado como Alexandre disse ter feito uma "simulação para uma criança de 3 anos com sistemas de gripe leve" e o aplicativo também recomendou a cloroquina. 

O aplicativo contradiz as declarações do ministro Eduardo Pazuello, que disse nunca ter recomendado o "tratamento precoce" à base de cloroquina contra o coronavírus. O remédio não tem comprovação científica. 

Até o médico francês Didier Raoult, o "pai da cloroquina", informou que a hidroxicloroquina não funcionou no tratamento de pacientes com coronavírus.

PUBLICIDADE

 

 


PUBLICIDADE

 

 

 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email