Caboclo: 'eu nunca quis trocar o Tite e jogadores não falaram em boicotar a Copa América'

Presidente afastado da CBF após denúncia de assédio sexual contra uma funcionária, Caboclo disse que provará sua inocência: "não há dúvida nenhuma de que voltarei [ao cargo de presidente da CBF]"

Rogério Caboclo
Rogério Caboclo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Presidente afastado da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo afirmou nesta segunda-feira (7) em entrevista à ESPN que não fez nenhuma promessa ao governo Jair Bolsonaro sobre demitir o treinador da seleção brasileira, Tite. Ele também negou que os jogadores da equipe tenham falado em boicotar a Copa América no Brasil.

Caboclo foi afastado do cargo após denúncia de assédio sexual contra uma funcinária. 

A imprensa divulgou nos últimos dias que os jogadores da equipe chegaram a cogitar um boicote à Copa América, já que seriam contra a realização do evento no Brasil durante a iminência de uma terceira onda de Covid-19 no país. De acordo com o Globo Esporte, porém, o atletas decidiram participar do torneio, mas farão manifesto contra a forma como o evento foi realizado.

"Os jogadores nunca falaram em boicotar a Copa América, em nenhum momento isso aconteceu. E eu nunca quis trocar o Tite e a comissão técnica. Nós estaremos todos juntos na Copa de 2022, e para vencer", disse Caboclo.

O dirigente garantiu que provará sua inocência no caso do assédio e disse que voltará à presidência da entidade. "Eu não posso falar nada sobre isso porque tudo será tratado na minha defesa. Eu sou inocente e tenho absoluta certeza de que vou provar isso. E não há dúvida nenhuma de que voltarei [ao cargo de presidente da CBF]. A minha família toda está me apoiando, minha mulher, meu filho, meus pais, minha ex-mulher".

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email