7 de setembro: estrangeiros entram em alerta e embaixadas estudam medidas de segurança

Governos estrangeiros enviaram 'alertas claros' a embaixadores brasileiros e membros do governo, até por meio dos serviços secretos, de que não darão respaldo a um golpe de Estado

www.brasil247.com -
(Foto: Clauber Cleber Caetano/PR | José Cruz/Agência Brasil)


247 - Temendo uma escalada de violência política nos atos bolsonaristas de 7 de setembro, governos estrangeiros e entidades internacionais entraramm em estado de alerta, enquanto as embaixadas de outros países estudam acionar protocolos de segurança no Brasil, de acordo com a coluna do Jamil Chade no UOL.

Governos estrangeiros enviaram 'alertas claros' a embaixadores brasileiros e membros do governo, inclusive por meio dos serviços secretos, de que não darão respaldo a um golpe de Estado.

A coluna também informa que entidades como a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e a Organização das Nações Unidas (ONU) estão monitorando a situação brasileira referente ao 7 de setembro. "O que me parece mais preocupante é que o presidente peça a seus simpatizantes que protestem contra as instituições judiciais", afirmou a ex-alta comissária das Nações Unidas para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, em 25 de agosto.

Governos europeus demonstraram insatisfação com a atitude de Jair Bolsonaro (PL) de ter convocado uma reunião com embaixadores internacionais para atacar o sistema eleitoral brasileiro. As embaixadas, inclusive, já 'iniciaram debates internos' para acionar protocolos de segurança e medidas de precaução durante as manifestações golpistas de 7 de setembro.

O governo dos EUA, preocupado com a violência política, emitiu um alerta para cidadãos estadounidenses que estão no Brasil: "O primeiro turno das eleições nacionais do Brasil está marcado para ocorrer em todo o país no domingo, 2 de outubro de 2022. Manifestações são esperadas ao redor do país antes e durante as eleições. Enquanto a Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil esperam que as eleições sejam relativamente calmas na maior parte do país, lembramos aos Cidadãos Americanos que se mantenham vigilantes e cientes de seus arredores e de quaisquer fechamentos de estradas".

A embaixada dos EUA no Brasil "alerta cidadãos americanos a evitarem áreas ao redor de protestos e manifestações, já que até mesmo aquelas manifestações que parecem pacíficas podem se tornar confrontos". Uma das recomendações é que os estadounidenses "mantenham a discrição".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247