Foguetes atingem proximidades da embaixada dos EUA em Bagdá

Horas após o Parlamento do Iraque aprovar a retirada da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, foguetes explodiram nas proximidades da embaixada estadunidense em Bagdá.

(Foto: AFP 2019 / Capitão do Exército dos EUA Robyn Haake)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Sputnik - Horas após o Parlamento do Iraque aprovar a retirada da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, foguetes explodiram nas proximidades da embaixada estadunidense em Bagdá.

De acordo com informações preliminares da imprensa, ao menos duas pessoas ficaram feridas no ataque na chamada "Zona Verde" — região que concentra as instalações governamentais do país e embaixadas de países estrangeiros.

O grupo Kataib Hezbollah e as milícias xiitas iraquianas das Forças de Mobilização Popular, apoiadas pelo Irã, deram um ultimato às forças deram um ultimato às tropas dos Estados Unidos e exigem que elas deixem o país ainda neste domingo. Os grupos ameaçam atacar os militares.   

No sábado, foram registrados vários ataques com foguetes, incluindo um na área residencial de Al-Jadriya e outra na base militar de Balad, que abriga forças estadunidenses a 80 quilômetros ao norte de Bagdá.  

A escalada ocorre após um ataque de drone dos Estados Unidos matar o general iraniano Qasem Soleimani. O presidente iraniano, Hassan Rouhani, alertou que Teerã se vingará do que considera ser um crime hediondo.

O parlamento iraquiano aprovou neste domingo (5) resolução pedindo ao governo que cancele a assistência militar dada pelos Estados Unidos ao país, o que poderá significar a retirada das tropas norte-americanas do Iraque.

Em um outro capítulo do conflito entre EUA, Irã e Iraque, o governo iraniano anunciou, também neste domingo (5), que não cumprirá mais os limites de seu acordo nuclear de 2015 e que o nível de enriquecimento de urânio no país não terá mais limites.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247