Kremlin publica declaração conjunta de Putin e Bolsonaro

Governo russo divulga todos os detalhes da conversa entre os presidentes, que durou cerca de duas horas e incluiu um almoço

www.brasil247.com -
(Foto: Kremlin)


247 - O governo russo divulgou os detalhes da conversa entre os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e do Brasil, Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira, 16. “A reunião dos Presidentes ocorreu em clima de cordialidade e confiança, refletindo os laços de amizade e cooperação que historicamente se desenvolveram entre a Rússia e o Brasil”, diz comunicado do Kremlin.

Eles destacaram a importância de fortalecer os laços bilaterais diplomáticos, comerciais e tecnológicos entre os dois países. O encontro durou cerca de duas horas e Bolsonaro, numa coletiva após o encontro, buscou apresentar as qualidades do chefe de Estado russo, destoando de sua política tradicional de total subserviência aos Estados Unidos, opositores do governo russo.

Confira os detalhes da reunião.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nota do Kremlin

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 16 de fevereiro de 2022, o presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, conversou com o presidente da República Federativa do Brasil, J. Bolsonaro, que chegou em visita oficial à Federação Russa a convite do líder russo.

A reunião dos Presidentes ocorreu em clima de cordialidade e confiança, refletindo os laços de amizade e cooperação que historicamente se desenvolveram entre a Rússia e o Brasil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os chefes de Estado destacaram sua determinação em fortalecer a parceria estratégica, aprofundar o diálogo político e elevar o nível das relações bilaterais baseadas no respeito à soberania, ao direito internacional e aos princípios do Estado de Direito compartilhados por ambos os países. Reafirmaram também seu compromisso com o desenvolvimento de um sistema internacional inclusivo, equitativo e representativo, de acordo com os princípios e propósitos da Carta das Nações Unidas, visando à promoção da paz, democracia e prosperidade para todos os povos.

Os dirigentes destacaram a intensificação das visitas bilaterais de alto nível e os resultados positivos da XI reunião da Comissão Intergovernamental Russo-Brasileira de Cooperação Comercial, Econômica, Científica e Técnica, realizada em outubro de 2021 em Brasília, e destacaram também a importância da realização a VIII reunião de cooperação de alto nível da Comissão Russo-Brasileira durante os primeiros quatro meses de 2022 no Rio de Janeiro.

Os Presidentes saudaram o desenvolvimento dinâmico da cooperação bilateral nas áreas de agricultura, energia, proteção ambiental, defesa, ciência e tecnologia, educação e cultura.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os chefes de Estado saudaram a saída do comércio bilateral para o patamar pré-pandemia e reafirmaram seu interesse mútuo em ampliar e diversificar o leque de comércio bilateral aumentando a participação de bens de alto valor agregado, bem como a cooperação econômica. As partes reafirmaram seu compromisso com a interação em prol da equalização da balança comercial.

Os chefes de Estado conclamaram os empresários russos e brasileiros a aproveitar as oportunidades de negócios e investimentos dos dois países, saudaram as atividades do Conselho Empresarial Rússia-Brasil e a retomada dos trabalhos do Conselho Empresarial Brasil-Rússia - importantes ferramentas na promoção da cooperação nesta área.

Os Presidentes observaram com satisfação o aumento das entregas de fertilizantes russos ao Brasil.

Notou-se a necessidade de continuar a cooperação no setor agroindustrial. As partes salientaram a importância de uma maior cooperação entre as autoridades supervisoras da Rússia e do Brasil para ampliar o acesso aos mercados dos dois países, inclusive aumentando o número de empresas certificadas que exportam produtos de origem animal e vegetal, bem como produtos de pesca .

Os presidentes avaliaram o nível de interação entre os serviços alfandegários da Rússia e do Brasil, visando simplificar os procedimentos aduaneiros e garantir a segurança do comércio bilateral.

Os chefes de Estado destacaram o significativo potencial para o desenvolvimento de iniciativas de cooperação e novos negócios na área da energia, destacando a complementaridade no setor de petróleo e gás, nas áreas de eficiência energética e uso de fontes renováveis de energia. Os Presidentes manifestaram a intenção de aprofundar o diálogo sobre temas como a extração de hidrocarbonetos de campos offshore, o desenvolvimento de hidrogênio e energia nuclear.

Os líderes destacaram as perspectivas de desenvolvimento da aliança tecnológica russo-brasileira em áreas como nano e biotecnologias, inteligência artificial, tecnologias de informação e comunicação, pesquisa na área de saúde e oceanos. Os presidentes manifestaram a sua disponibilidade para fomentar contactos entre universidades, institutos de investigação e novos projetos empresariais (start-ups) de ambos os países.

Os Presidentes destacaram a cooperação na área espacial e a implementação de projetos conjuntos na área de navegação por satélite e rastreamento de detritos espaciais, e reafirmaram seu interesse mútuo em desenvolver a cooperação em outras áreas relacionadas às atividades espaciais para fins pacíficos.

Os chefes de Estado discutiram as perspectivas de fortalecer a cooperação e os intercâmbios bilaterais no campo militar. Registou-se a realização das primeiras consultas ao nível dos ministros das Relações Exteriores e da Defesa no formato “dois mais dois”, que decorreu no âmbito da visita oficial a Moscovo do Presidente J. Bolsonaro.

Os líderes compartilham a opinião sobre a importância de promover a aproximação dos povos da Rússia e do Brasil, cujo patrimônio histórico é objeto de mútua admiração, e consideraram iniciativas relacionadas à comemoração do bicentenário da independência do Brasil.

As partes manifestaram interesse em construir intercâmbios estudantis, cooperação no campo da cultura, esportes e turismo, a fim de ampliar os contatos entre as pessoas e o conhecimento mútuo. Eles comemoraram os 22 anos de trabalho da filial da Escola de Teatro Bolshoi em Joinville (Brasil).

O presidente J. Bolsonaro expressou gratidão ao presidente Vladimir Putin pelo apoio consistente do lado russo do Brasil como um forte e digno candidato a membro permanente do reformado Conselho de Segurança da ONU, bem como a eleição do Brasil como membro não permanente do Conselho de Segurança para o período 2022-2023.

Os Presidentes concordaram em aprofundar a coordenação russo-brasileira na agenda do Conselho de Segurança da ONU a fim de contribuir para o combate às ameaças à paz e segurança internacionais de acordo com os propósitos e princípios da Carta da ONU, reafirmando seu compromisso com a resolução pacífica de controvérsias .

Os chefes de Estado manifestaram preocupação com o crescimento da instabilidade em várias partes do mundo, partilham a opinião sobre a necessidade de resolver os conflitos por meios pacíficos e diplomáticos de acordo com as normas do direito internacional, incluindo a Carta da ONU.

Enfatizando a importância do BRICS como um fórum de Estados comprometidos com a construção de uma ordem mundial multipolar, os presidentes falaram a favor do fortalecimento da parceria estratégica do BRICS e saudaram o progresso no desenvolvimento da cooperação de cinco lados em áreas como saúde, economia e finanças, energia, ciência, tecnologia e inovação, contatos culturais e contatos entre pessoas.

Os Presidentes destacaram o caráter construtivo da cooperação no G20 com o objetivo de promover a coincidência de interesses de países com economias emergentes e criar condições favoráveis para assegurar uma interação socioeconômica internacional sustentável de forma equilibrada. Nesse contexto, confirmou-se o papel do G20 como principal fórum de cooperação econômica internacional.

Os líderes destacaram a importância de fortalecer a Organização Mundial do Comércio, reforçando seu foco na ampliação dos fluxos comerciais, no aumento dos investimentos, bem como na proteção dos princípios do livre mercado.

Os chefes de Estado reafirmaram seu compromisso com a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, enfatizando a importância de garantir o equilíbrio entre seus componentes ambientais, sociais e econômicos. Os Presidentes saudaram as declarações dos representantes russos e brasileiros na Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima em Almaty. Glasgow, a adoção da Declaração de Glasgow sobre Florestas e Uso do Solo, observando que ambos os países possuem as maiores áreas florestais do mundo – a Amazônia brasileira e a taiga russa. Os Presidentes compartilham a opinião sobre a importância de iniciar um diálogo sobre proteção florestal para aumentar a cooperação bilateral no campo do desenvolvimento sustentável e combate às mudanças climáticas.

Os chefes de Estado reafirmaram a necessidade de usar o espaço sideral para fins pacíficos e garantir atividades espaciais sustentáveis. Os presidentes também reafirmaram a necessidade de uma ação conjunta para evitar uma corrida armamentista no espaço sideral.

Ressaltaram também a Importância da Convenção sobre a Proibição do Desenvolvimento, Produção e Armazenagem de Armas Bacteriológicas (Biológicas) e Toxínicas e sobre Sua Destruição como um dos pilares do sistema de segurança internacional. Apontaram a necessidade de intensificar esta Convenção, inclusive por meio da adoção de um protocolo juridicamente vinculante.

Os Presidentes reafirmaram seu compromisso com as obrigações decorrentes do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares, que é a base do regime de não-proliferação nuclear, e enfatizaram a importância da rápida entrada em vigor da Proibição Completa de Testes Nucleares Tratado como um dos elementos-chave do regime de não proliferação nuclear e controle de armas.

Os líderes também reafirmaram seu apoio à Organização para a Proibição de Armas Químicas e sua firme intenção de encorajar esforços e iniciativas destinadas a fortalecer a autoridade da Organização e a integridade da Convenção sobre a Proibição do Desenvolvimento, Produção, Armazenamento e Uso de Armas Químicas e sobre Sua Destruição.

Os Presidentes incentivam o diálogo entre o Mercado Comum da América do Sul (MERCOSUL) e a União Econômica da Eurásia.

O presidente J. Bolsonaro agradeceu a hospitalidade demonstrada pelo lado russo durante sua estada em Moscou e convidou o presidente Vladimir Putin para uma visita ao Brasil. O convite foi aceito com gratidão. As datas da visita serão acordadas por via diplomática.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email