PGR determina apuração de conduta de Heleno em "nota à nação brasileira"

O procurador-geral da República, Augusto Aras, informou ao Supremo Tribunal Federal que determinou a abertura de apuração preliminar para verificar e adotar “medidas cabíveis” contra a conduta do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno

Augusto Aras e Augusto Heleno
Augusto Aras e Augusto Heleno (Foto: Lula Marques | Carolina Antunes/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O procurador-geral da República, Augusto Aras, comunicou ao Supremo Tribunal Federal (STF) na noite desta quarta-feira (24) que determinou a abertura de apuração preliminar para verificar e adotar “medidas cabíveis” contra a conduta do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, sobre a edição chamada "nota à nação brasileira". A informação é do portal G1.

“Foi instaurada notícia de fato no âmbito da Procuradoria-Geral da República para averiguação preliminar dos fatos relatados. Caso surjam indícios mais robustos de possível prática de ilícitos pelo representado, será requerida a instauração de inquérito criminal no STF, para adoção das medidas cabíveis”, escreveu Aras no comunicado.

Heleno assinou e publicou um texto no dia 22 de maio, afirmando que uma eventual apreensão do celular de Jair Bolsonaro seria "inconcebível" e traria "consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247