Reprovação de Bolsonaro no Nordeste vai de 56% a 61% em um mês

Segundo pesquisa Quaest, quando se trata apenas do Nordeste, Lula vai a 61% das intenções de votos e Bolsonaro, apenas 13%

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro, durante partida da cidade de Caicó (RN) - 09/02/2022
Jair Bolsonaro, durante partida da cidade de Caicó (RN) - 09/02/2022 (Foto: Alan Santos/PR)


247 - A rejeição a Jair Bolsonaro subiu de 56% a 61% apenas de janeiro a fevereiro, segundo pesquisa Quaest divulgada nesta quarta-feira (9). Isso em meio a xingamentos de Bolsonaro contra nordestinos, quem chamou de “pau de arara” em sua live e depois, em viagem por Pernambuco, acrescentou outras ofensas, como “cabeçudo” e “arataca”.

Quando se trata apenas do Nordeste, Lula vai a 61% das intenções de votos e Bolsonaro, apenas 13%.

>>> Pesquisa Quaest: terceira via derrete e Lula ganha eleição no 1º turno

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A pesquisa também perguntou aos entrevistados da região como ficou sua capacidade de pagar as próprias contas nos últimos três meses. Em janeiro, 57% dos nordestinos apontavam que ela havia piorado. Agora, são 64% dos moradores dessa região que afirmam que a situação está mais difícil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A pesquisa foi realizada presencialmente e ouviu 2 mil pessoas entre os dias 3 e 6 de fevereiro. A pesquisa foi registrada nos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pode ser encontrada pelo número de identificação: BR-08857/2022. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de cerca de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email