Atacada por Weintraub e Eduardo Bolsonaro, China anuncia cooperação com Mandetta

Embaixador da China no Brasil, Yang Wanming diz que conversou com o ministro da Saúde do governo Bolsonaro para “reforçar a cooperação bilateral” entre os dois países, a fim de “compartilhar experiências do combate à Covid-19”

Embaixador chinês Yang Wanming, Eduardo Bolsonaro e Luiz Henrique Mandetta
Embaixador chinês Yang Wanming, Eduardo Bolsonaro e Luiz Henrique Mandetta (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após episódios ofensivos contra a China, que partiram do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e nesta semana do ministro da Educação, Abraham Weintraub, o embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, anunciou parceria com o ministério da Saúde, comandada por Luiz Henrique Mandetta, que tem batido de frente com Jair Bolsonaro.

“Nesta tarde, na conversa telefônica com Min. @lhmandetta, coincidimos em reforçar a cooperação bilateral, especialmente entre os dois ministérios da saúde, para compartilhar experiências do combate à Covid-19 em prol do enfrentamento conjunto deste desafio global”, postou no Twitter o embaixador da China no Brasil.

O discurso ideológico contra a China é uma prática do governo Bolsonaro, inclusive pessoalmente por parte do presidente. No episódio envolvendo Eduardo Bolsonaro, o deputado culpou o país pela pandemia do coronavírus. Weintraub foi racista e debochado, além de dizer que a pandemia era uma teoria conspiratória para que os chineses dominassem o mundo. A China exigiu posicionamento do Brasil nos dois casos (leia aqui e aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email