Aceno da Globo ao PT é para isolar Lula

O que propõe a Globo é isolar a ala popular dentro do PT para formar um partido burguês que não vê mal em se aliar com os golpistas

www.brasil247.com -


O jornalista da Globo Ascânio Seleme fez uma aceno em defesa de uma aliança com um setor da esquerda em seu artigo, publicado neste sábado, 11, intitulado “É hora de perdoar o PT”. Nele, o colunista afirma que “não há como uma nação se reencontrar se 30% da sua população for sistematicamente rejeitada”. “Esse é o tamanho do problema que o Brasil precisa enfrentar e superar. Significa a parcela do país que vota e apoia o Partido dos Trabalhadores em qualquer circunstância”, justificou.

A primeira vista, parece ser uma autocrítica do jornal - que perseguiu o PT durante todos os anos em que esteve no poder e durante o desenvolvimento do golpe - porém a própria Globo deixa claro que não se trata disso.

Seleme afirma que “ninguém tem dúvida de que os malfeitos cometidos já foram amplamente punidos. O partido teve um ex-presidente e seu maior líder preso e uma presidente impedida de continuar governando”, referindo-se a Lula e Dilma. “Outros líderes históricos também foram presos ou afastados definitivamente da política”, como por exemplo José Dirceu, José Genoino e outros condenados injustamente pela burguesia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Mas o PT é maior que isso e, como já foi dito, para ladrões existe a lei”, continua o colunista. O que ele quer dizer é que o PT não se resume aos “ladrões” Lula, Dilma e Dirceu, mas “é maior que isso”, com cidadãos de bem (para usar uma expressão da direita). E são estes últimos que devem “ser perdoados” e incluídos no cenário nacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Os que acreditam e sustentam o PT são a maioria do terço de eleitores perenes do partido, não os que foram flagrados nos dois grandes escândalos de corrupção que marcaram as gestões petistas”, argumentou. Desta forma, a maioria dos petistas não são aqueles ligados a Lula e Dilma (que seriam os corruptos), que a Globo novamente trata de atacar com mentiras, mas os que apoiam um outro setor - que o colunista não especifica.

Para ele, é justamente “esse agrupamento político, talvez o mais forte e sustentável da história partidária brasileira, tem que ser readmitido no debate nacional”. “Passou da hora de os petistas serem reintegrados”, reforçou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Globo defende uma frente com a ala direita do PT

Como fica claro, a defesa de um “perdão” para os petistas não é pelo fato de que durante todos esse anos divulgaram mentiras sobre o partido e seus principais dirigentes, que foram alvos de operações fraudulentas, como a prisão de Lula e o impeachment de Dilma. Pelo contrário, essas fraudes e mentiras continuam sendo defendidas pela Globo, que apenas quer perdoar um setor do PT com quem acredita que dá para se realizar uma aliança em defesa da democracia.

Imaginar que o partido repetirá eternamente os mesmos erros do passado é uma forma simples, fácil e errada de se ver o mundo. Os erros amadurecem as pessoas, as instituições, os partidos políticos. Não é possível se olhar para o PT e ver só corrupção”, defende a Globo. Em outras palavras, Seleme afirma que no PT não há só Lula e Dilma (a corrupção), mas também setores “amadurecidos”, que seriam diferentes e com quem pode-se realizar uma frente.

E, de fato, o artigo é um amplo defensor da mudança dentro do partido:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Superada esta instância, que é mais fácil, terá de se ultrapassar também a índole autoritária que um dia foi semeada no coração do PT e vicejou. Exemplos são muitos, como a tentativa de censurar a imprensa através de um certo “controle externo da mídia”, de substituir a Justiça por “instrumentos de mediação” em casos de agressão aos direitos humanos, ou de trocar a gestão administrativa por “conselhos populares”.

Além da ampla mentira descarada que o jornalista da Globo promove, percebe-se que a mudança defendida é para um partido muito mais alinhado com as políticas da direita. Em outras palavras, um PT moderado, que não tente democratizar os meios de comunicação e aumentar o controle popular nas instituições; um PT tucano.

É com este PT tucano que a Globo quer se aliar, e é este setor que quer “perdoar”. O título do artigo poderia ser: “É hora de perdoar o PT, menos Lula e seus aliados”. Com certeza, seria mais sincero. De qualquer forma, o artigo é, mais uma vez, uma tentativa de isolar Lula e ala lulista dentro do partido para promover uma frente com a ala direita,“moderada” e tucana.

Lula e Dilma, por exemplo, já se posicionaram abertamente contra uma frente com o PSDB e outros partidos golpistas. Por outro lado, o ex-candidato petista à Presidência Fernando Haddad aparece com defensor desta política dentro do partido, apoiando-se nos governadores e em determinados parlamentares.

Porém, vale ressaltar que a ala lulista é a ala legítima do PT. Quem relaciona o PT ao resto do povo e à classe operária é principalmente Lula, que se apoia nos sindicatos, nos movimentos sociais e em um setor miserável da população que conseguiu melhorar de vida através das reformas promovidas por ele e Dilma.

Desta forma, o que propõe a Globo é isolar a ala popular dentro do PT para formar um partido burguês parlamentar; um partido que não vê mal em se aliar com os partidos capitalistas que promoveram o golpe de Estado e, portanto, são responsáveis por Jair Bolsonaro, pela volta da fome, pelo desemprego, pelas privatizações, etc.

Trata-se de mais uma ofensiva para consolidar a “frente ampla democrática” com os bandidos políticos do PSDB, PDT, PSB, Rede e outros. Como afirmei em outros artigos, uma frente para manter Bolsonaro e sua política

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email