Bolsonaro irá liberar emendas e nomeações às vésperas do segundo turno da Previdência

Eleito com discurso da nova política, Bolsonaro está empenhado em mostrar que seus gestos seguem o velho fisiologismo e irá liberar uma série de emendas e nomeações às vésperas do segundo turno da votação da reforma da Previdência na Câmara; governo já gastou R$ 2,68 bilhões em emendas

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, Presidente da República, Jair Bolsonaro.
Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, Presidente da República, Jair Bolsonaro. (Foto: Marcos Corrêa/PR)

247 -  Uma das principais reclamações dos parlamentares na relação entre Legislativo e Executivo, a liberação de emendas e nomeações de cargos em primeiro, segundo e terceiro escalões do governo deve ganhar fôlego nas próximas semanas, às vésperas da votação da reforma da Previdência em segundo turno na Câmara . A informação é do jornal O Globo. 

Com o discurso de que, apesar do protagonismo do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o placar favorável à reforma é também mérito da melhora na sua articulação política, o Palácio do Planalto tem prometido a deputados e senadores agilizar suas demandas.

Em dados atualizados até o último sábado pela plataforma Siga Brasil, o governo empenhou R$ 2,68 bilhões em emendas parlamentares só no mês de julho.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247