Bolsonaro recua e já considera reconhecer eleição de Biden, mesmo com judicialização

Para auxiliares do Planalto, a vitória do democrata Joe Biden em estados-chave como Geórgia, Arizona e Nevada sepultaria a estratégia de Donald Trump de contestar judicialmente os resultados da eleição

(Foto: ABr | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro acredita cada vez mais que seu aliado Donald Trump  não conseguirá ser reeleito presidente dos Estados Unidos e já avalia parabenizar o candidato democrata Joe Biden pela vitória nas eleições, ainda que o resultado seja contestado por Trump. 

A informação é do jornal Valor. Segundo o jornalista Daniel Rittner, o movimento de Bolsonaro dependerá da margem de Biden sobre Trump no Colégio Eleitoral, da consistência dos argumentos apresentados pelo presidente republicano e da comunicação oficial de outros países sobre os resultados.

Para auxiliares do Planalto, a vitória de Biden em estados-chave como Geórgia, Arizona e Nevada sepultaria a estratégia de Trump de contestar judicialmente os resultados do pleito.

Nessa quinta-feira (5), o jornalista Jamil Chade, colunista do UOL, informou que o governo Bolsonaro não reconheceria a vitória de Joe Biden nos EUA, caso Donald Trump recorra ao Judiciário pedindo a recontagem dos votos. 

Diplomatas admitiram existir um sentimento de pressão feita pelo presidente americano para manter a aliança, até o reconhecimento da provável derrota, que pode abalar o bolsonarismo. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247