Com quase 180 mil mortos, pandemia está crescendo no Brasil, mas Bolsonaro diz que está no "finalzinho"

Os números mostram que Jair Bolsonaro mentiu abertamente ao dizer que a pandemia está no finalzinho. Ao contrário, número de infectados e mortos cresce em todo o país

Jair Bolsonaro e covas para mortos por coronavírus
Jair Bolsonaro e covas para mortos por coronavírus (Foto: Agência Brasil | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A covid-19 está em estágio pior em 20 das 27 unidades da federação, comparando-se com o mês passado.

A classificação dos estados e do Distrito Federal existente na quinta-feira (10), em comparação com o estágio registrado no meio de novembro pelo Monitor de Aceleração da Covid-19 da Folha revela que apenas seis estados não pioraram: Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Piauí e Roraima. 

Mesmo assim, esses estados estão com crescimento no número de casos e podem regredir na classificação nos próximos dias, aponta reportagem dos jornalistas Leonardo Diegues, Diana Yukari e Fábio Takahashi na Folha de S.Paulo.

PUBLICIDADE

Em meados de novembro, apenas em Santa Catarina a covid estava em aceleração. Agora, são 15 unidades da federação.

A reportagem demonstra que outros indicadores apontam para uma piora na pandemia do país. Em cerca de um mês, subiu de seis para oito o número de capitais com mais de 80% dos leitos de UTI ocupados. As filas para testes aumentaram, e em cidades como Rio há fila também por leitos de UTI.

PUBLICIDADE

Na tentativa de esconder essa realidade, Bolsonaro afirmou que o Brasil é um dos melhores países no combate ao vírus. Na verdade, o Brasil é o terceiro país com mais casos e o segundo com mais mortes. Neste fim de semana, o país ultrapassará a casa dos 180 mil mortos.

Governadores e prefeitos anunciaram medidas para tentar conter a aglomeração de pessoas durante as festas de Natal e fim de ano a fim de conter a disseminação do vírus.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email