Toque de recolher em Manaus: comércio fechado e circulação proibida

O governador Wilson Lima (AM) anunciou decreto que prevê o fechamento de todas as atividades, exceto as essenciais, e proíbe a circulação de pessoas em Manaus entre 19h e 6h, devido à crise agravada da pandemia na capital, que está sem oxigênio nos hospitais. "Nós estamos em uma operação de guerra", disse Lima

Governo do AM proíbe circulação de pessoas e vai à Justiça para garantir oxigênio
Governo do AM proíbe circulação de pessoas e vai à Justiça para garantir oxigênio (Foto: © Divulgação/ prefeitura de Manaus)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), anunciou, nesta quinta-feira (14), um decreto que proíbe a circulação de pessoas em Manaus, capital do estado, entre 19h e 6h. Apenas os serviços essenciais continuarão funcionando. A medida passa a valer a partir da publicação do decreto, prevista ainda para esta quinta. 

Até esta quarta (13), mais de 5,8 mil morreram com Covid no território amazonense. Devido à falta de oxigênio, o estado também entrou com uma ação na Justiça para que a empresa fornecedora garanta o abastecimento nas unidades de saúde.

"Nós estamos em uma operação de guerra. Hoje, o oxigênio é o produto mais consumido diante dessa pandemia de Covid 19. Hoje o estado do Amazonas, que é referência no mundo, em que todo o mundo volta os olhos pra cá, está clamando, está pedindo por socorro", disse o chefe do Executivo amazonense. 

De acordo com governador, dentre as novas medidas de restrição contra a Covid, estão a suspensão do transporte coletivo de passageiros entre rodovias e rios do estado, e farmácias devem funcionar somente por delivery ou sob demanda.

A proposta também prevê o fechamento de todas as atividades e circulação de pessoas entre 19h e 6h; neste horário, a circulação de pessoas só permitida para quem trabalha em áreas estratégicas como saúde, segurança pública e imprensa.

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email