Damares: não há notícias de idosos morrendo abandonados no Brasil durante a pandemia

Ministra de Bolsonaro disse durante reunião ministerial que “não há notícias de idosos morrendo abandonados no Brasil”, no momento em que diversas denúncias apontam a morte de idosos, contaminados pelo Covid-19, que não conseguem leitos nos hospitais

Damares Alves
Damares Alves (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro, Damares Alves, defendeu durante reunião ministerial ocorrida nesta terça-feira (9) que “não há notícias de idosos morrendo abandonados no Brasil” e que o Brasil “é um exemplo mundial no tratamento aos idosos”. 

No entanto, diversas denúncias apontam a morte de idosos, vítimas do Covid-19, que faleceram por não terem acessos aos leitos de UTI. 

Francisca Maria de Fátima, de 67 anos, faleceu nesta segunda-feira (8), em Natal (RN) vítima de covid19. A idosa aguardou por sete dias por uma vaga de UTI e não resistiu. 

Já Raimundo Barreto de Souza, de 75 anos, morreu no dia 19 de maio, uma semana após receber alta de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Rio Branco, no Acre. O aposentado estava aguardando por um leito de UTI. 

A família de Maria Portelo de Lima, de 61 anos, teve que aguardar 30 horas com o corpo dela em casa até poder fazer o enterro em Manaus, no Amazonas. A idosa faleceu no dia 29 de abril, após se contaminar com o vírus. 

Roberta Verçoza, médica no Estado de Pernambuco e que atua na linha de frente no combate à pandemia,  fez um relato em suas redes sociais a respeito do desespero de um idoso e sua morte sufocada sem respirador. 

“Era um paciente idoso, 72 anos, hipertenso, que chegou bem cansado, com o nível de oxigênio do sangue baixo, cerca de 80% do normal”, relatou a médica. 

Segundo Roberta, “esse senhor chegou no meio da tarde, em um plantão em que eu já havia recebido outros três pacientes gravíssimos que foram intubados assim que chegaram, sem falar que já tinham dois intubados na sala vermelha desde o plantão anterior. Ou seja, eu tenho cinco respiradores na unidade, e todos estavam ocupados”.

A médica concluiu seu relato informando que o paciente morreu, pois não conseguiu ser intubado. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247