Deputado que tatuou 'Temer' passou sessão pedindo fotos de 'bunda' para mulheres

O discurso moralista, em defesa da família, pela ética e moralidade, destoa completamente do comportamento do deputado Wladimir Costa (SD-PA) durante a sessão da Cãmara que resultou no arquivamento da denúncia de corrupção feita pela Procuradoria Geral da República contra Michel Temer; Costa que gastou R$ 1,2 mil para colocar uma tatuagem com o nome de Temer no ombro, passou boa parte da sessão conversando pela aplicativo Whatsapp e foi flagrado pedindo para que as mulheres com quem conversava mostrassem a "bunda"

O discurso moralista, em defesa da família, pela ética e moralidade, destoa completamente do comportamento do deputado Wladimir Costa (SD-PA) durante a sessão da Cãmara que resultou no arquivamento da denúncia de corrupção feita pela Procuradoria Geral da República contra Michel Temer; Costa que gastou R$ 1,2 mil para colocar uma tatuagem com o nome de Temer no ombro, passou boa parte da sessão conversando pela aplicativo Whatsapp e foi flagrado pedindo para que as mulheres com quem conversava mostrassem a "bunda"
O discurso moralista, em defesa da família, pela ética e moralidade, destoa completamente do comportamento do deputado Wladimir Costa (SD-PA) durante a sessão da Cãmara que resultou no arquivamento da denúncia de corrupção feita pela Procuradoria Geral da República contra Michel Temer; Costa que gastou R$ 1,2 mil para colocar uma tatuagem com o nome de Temer no ombro, passou boa parte da sessão conversando pela aplicativo Whatsapp e foi flagrado pedindo para que as mulheres com quem conversava mostrassem a "bunda" (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista FórumO discurso é pela família, contra a corrupção, a ética e a moralidade. Mas a prática é outra. Ao longo da sessão que enterrou a denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer, na Câmara, o deputado Wladimir Costa, aquele que tatuou o nome do presidente no ombro, ficou teclando no Whatsapp em conversas nada republicanas enquanto os outros parlamentares tratavam de um assunto bem mais sério.

O flagrante é do fotógrafo Lula Marques. Nas imagens do celular do deputado, é possível ver ele pedindo fotos da “bunda” de uma garota e fica claro que o parlamentar está a importunando quando ela responde: “Vá tirar onda com outra. Não tenho estômago para isso”. Também é possível identificar que o deputado fala com mais de uma mulher, em conversas do mesmo teor, ao longo da votação.

Confira a sequência.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247