Doria minimiza crítica a Bolsonaro: não quero confronto com o governo

João Doria, governador de São Paulo, miniminar o tom da crítica que fez ao Jair Bolsonaro e disse que "não tem intenções" de fazer confronto e garante que mantém "boa relação" com o governo

(Foto: Marcos Corrêa/PR)

247 - O tucano João Doria, governador de São Paulo, tentou miniminar o tom da crítica que fez ao Jair Bolsonaro e disse que "não tem intenções" de fazer confronto e garante que mantém "boa relação" com o governo.

"A minha posição, antes de tudo brasileiro, torço pelo Brasil. Não torço pelo mal nem pelo tropeço do presidente Bolsonaro", disse o tucano, em coletiva de imprensa.

Doria disse que a relação do PSDB com Bolsonaro é de liberdade para ter "posição crítica". "Nós não jogamos no time dos que querem o pior para o Brasil", disse ele que coloborou com o discurso de ódio que levou a eleição de Bolonaro.

Nesta segunda, Doria criticou as declrações de Bolsonaro sobre Fernando Santa Cruz, pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz. Classificou como "infeliz" e lembrou que o próprio pai foi exilado na ditadura militar.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247