“É uma vergonha para nós que trabalhamos no SUS”, diz infectologista sobre gestão Bolsonaro

“Temos um presidente que não toma vacina. Como podemos falar que isso é uma comunicação boa?”, disse a infectologista Claudia Mello, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas

www.brasil247.com -
(Foto: Agência Brasil)


247 - A infectologista Claudia Mello, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, durante participação no programa Giro das Onze, da TV 247, apontou a negligência do governo federal na comunicação no enfrentamento da pandemia da Covid-19 e de outras doenças.

“Temos um presidente que não toma vacina. Como podemos falar que isso é uma comunicação boa para a população? É uma vergonha para nós que trabalhamos no SUS”, enfatizou a infectologista.

Ela destacou que foi durante a gestão Bolsonaro que, pela primeira vez, “não confiei em materiais científicos produzidos pelo governo”.

“Sempre estudei pelo material brasileiro. É muito triste. Temos que ter uma comunicação eficiente. Temos na mão uma estratégia eficaz de prevenção que são as vacinas. Temos uma rede que é tão difícil em vários países. Temos as UBSs, a nossa população tem a cultura de se vacinar. Então, a barreira à vacinação é muito baixa. Apesar de tudo, temos uma cobertura vacinal boa. Era para estarmos dando show desde o começo da pandemia”, frisou. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email