Em campanha antecipada, pecuaristas de Goiânia querem doar bois para campanha de Bolsonaro (vídeo)

Pecuaristas prometem força-tarefa, com direito a doação de bois, para tentar “eleger Bolsonaro no primeiro turno"

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/Twitter)


Por Ricardo Noblat, no Metrópoles - Um grupo de pecuaristas de Goiás começou uma campanha em grupos de WhatsApp para convencer seus colegas de outros estados a doarem bois pelo bem do Brasil.

No caso, o bem seria a reeleição do presidente Jair Bolsonaro, a melhor maneira, segunda eles, de evitar a volta do PT ao poder. Tem de ser boi que pese 20 arrobas, ou mais.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como a lei não permite que candidato receba animais em doação, a ideia é que cada pecuarista meta a mão no bolso e ajude Bolsonaro com a quantia equivalente ao preço de um boi de 20 arrobas.

Arroba é uma medida que representa o peso da carcaça do boi. Carcaça significa o peso da carne com os ossos. Geralmente, representa 50% do peso de todo animal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No Brasil, a arroba equivale a 15 kg. O preço do boi gordo em novembro último fechou em R$ 322,40, valor 25,26% (o equivalente a R$ 65,20 por arroba) maior que o de outubro.

Estima-se que existam 700 mil pecuaristas no país, considerando-se apenas criadores que possuem mais de 20 cabeças de gado. Mas alguns devem ser petistas.

Em abril de 1964, logo depois do golpe militar, o grupo de comunicação Diários Associados lançou a campanha “Ouro para o bem do Brasil”. Aceitavam-se cheques também, e dinheiro vivo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Era para ajudar o governo do presidente Castelo Branco a pagar a dívida externa do país e baixar a inflação. Quem doasse sua aliança de ouro recebia em troca uma de latão onde estava escrito:

Dei ouro para o bem do Brasil”.

Vi duas dessas, no Recife, na mão de dona Zu, vizinha da casa onde eu morava. Eu tinha 15 anos. Viúva, ela havia doado a sua e a aliança do finado e estava muito orgulhosa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não se sabe até hoje onde foi parar o dinheiro arrecadado pelo bem do Brasil.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email