Enem não faz ninguém virar homossexual, diz Maria Inês Fini

A educadora Maria Inês Fini, presidente do Inep (órgão que prepara o Enem), diz lamentar as declarações de Bolsonaro sobre a prova. Ela diz: "Bolsonaro provocou uma agressão pessoal a mim que é indesculpável. Ainda sobre os ataques de Bolsonaro, ela diz: "é não compreender a natureza da prova e não entender que pedir para o jovem que ele identifique as características de um dialeto como uma identidade linguística de um pequeno grupo e, sem querer, foi o grupo LGBTI, não vai fazer ninguém virar homossexual"

Enem não faz ninguém virar homossexual, diz Maria Inês Fini
Enem não faz ninguém virar homossexual, diz Maria Inês Fini

247A educadora Maria Inês Fini, presidente do Inep (órgão que prepara o Enem), diz lamentar as declarações de Bolsonaro sobre a prova. Ela diz: "Bolsonaro provocou uma agressão pessoal a mim que é indesculpável. Ainda sobre os ataques de Bolsonaro, ela diz: "é não compreender a natureza da prova e não entender que pedir para o jovem que ele identifique as características de um dialeto como uma identidade linguística de um pequeno grupo e, sem querer, foi o grupo LGBTI, não vai fazer ninguém virar homossexual."

A reportagem do portal UOL destaca que "vinte anos depois da realização do primeiro Enem, em 1998, o Inep, que elabora e organiza o exame, incluindo os conteúdos, prepara-se para mais uma transição de governo e teste. É que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já mirou a prova antes mesmo da posse, acusando-a de 'ideologia de gênero' e 'politicagem' --e prometeu mudanças, como a de ver o exame com antecedência."

E acrescenta: "Fini hoje preside o Inep e deverá deixar o cargo ao fim de dezembro. Ela, que já teve até seu nome circulado para a vaga de ministro da Educação de Bolsonaro, foi alvo direto da crítica do futuro presidente. 'Essa aí não esteve à frente da prova do Enem? É cartão vermelho, não tem nem amarelo', disse, em entrevista."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247