Ernesto Araújo 'derruba' Maduro e o chama de ex-presidente

Ao comentar uma decisão do Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela, postada também no Twitter, Ernesto Araújo endossou o enredo de que Maduro, que assumiu recentemente um novo mandato, não seja reconhecido como presidente do país caribenho

Ernesto Araújo 'derruba' Maduro e o chama de ex-presidente
Ernesto Araújo 'derruba' Maduro e o chama de ex-presidente (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Sputnik - O ministro de Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, aproveitou uma manifestação na sua página no Twitter para se referir ao líder venezuelano Nicolás Maduro como "ex-presidente", em um novo capítulo do afastamento entre Brasília e Caracas.

Ao comentar uma decisão do Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela, postada também no Twitter, Araújo endossou o enredo de que Maduro, que assumiu recentemente um novo mandato, não seja reconhecido como presidente do país caribenho.

Integrante do chamado Grupo de Lima, o Brasil não reconhece a legitimidade da reeleição de Maduro, alinhado com países como os Estados Unidos e com a União Europeia (UE). Há o pedido para que Maduro convoque novas eleições democráticas, algo que o venezuelano já descartou.
Na semana passada, Araújo recebeu dissidentes venezuelanos em Brasília, em um encontro que reuniu ainda autoridades dos EUA. Da sua parte, o Brasil já vem se referindo a Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, como presidente legítimo do país.

Cercado de críticas, Maduro tem o apoio de importantes nações, como Rússia e China, e indicou que lutará pela soberania da população venezuelana, que estaria sendo alvo de interesses transnacionais.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247