Ernesto Araújo 'derruba' Maduro e o chama de ex-presidente

Ao comentar uma decisão do Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela, postada também no Twitter, Ernesto Araújo endossou o enredo de que Maduro, que assumiu recentemente um novo mandato, não seja reconhecido como presidente do país caribenho

Ernesto Araújo 'derruba' Maduro e o chama de ex-presidente
Ernesto Araújo 'derruba' Maduro e o chama de ex-presidente (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O ministro de Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, aproveitou uma manifestação na sua página no Twitter para se referir ao líder venezuelano Nicolás Maduro como "ex-presidente", em um novo capítulo do afastamento entre Brasília e Caracas.

Ao comentar uma decisão do Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela, postada também no Twitter, Araújo endossou o enredo de que Maduro, que assumiu recentemente um novo mandato, não seja reconhecido como presidente do país caribenho.

Integrante do chamado Grupo de Lima, o Brasil não reconhece a legitimidade da reeleição de Maduro, alinhado com países como os Estados Unidos e com a União Europeia (UE). Há o pedido para que Maduro convoque novas eleições democráticas, algo que o venezuelano já descartou.
Na semana passada, Araújo recebeu dissidentes venezuelanos em Brasília, em um encontro que reuniu ainda autoridades dos EUA. Da sua parte, o Brasil já vem se referindo a Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, como presidente legítimo do país.

Cercado de críticas, Maduro tem o apoio de importantes nações, como Rússia e China, e indicou que lutará pela soberania da população venezuelana, que estaria sendo alvo de interesses transnacionais.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247