Gilmar apresenta queixa-crime contra Zé de Abreu

Em dezembro, José de Abreu, filiado do PT, afirmou que o ministro do STF contratara um araponga condenado a 19 anos de prisão: "E pro contratante? Domínio do fato?", completou; ator não pretende se retratar e quer que o processo sirva para a discussão dos limites da liberdade de expressão

Gilmar apresenta queixa-crime contra Zé de Abreu
Gilmar apresenta queixa-crime contra Zé de Abreu
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O desafeto entre o ministro do STF Gilmar Mendes e o ator José de Abre pode virar caso de Justiça. O magistrado apresentou queixa-crime contra o petista por mensagens consideradas ofensivas publicadas na internet. Leia a informação de Mônica Bergamo, da Folha:

QUEIXA

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), apresentou queixa-crime contra José de Abreu por comentários que o ator voltou a fazer contra ele no Twitter. Em dezembro, Abreu afirmou que o magistrado contratara um araponga condenado a 19 anos de prisão. "E pro contratante? Domínio do fato?", completou.

QUEIXA 2

O problema é que a informação de que Mendes contratara um araponga, publicada em jornal de grande circulação, é falsa e já tinha sido desmentida. Abreu, que em 2012 chegou a se retratar na Justiça por ter chamado Mendes de "corrupto", diz que agora levará o processo adiante. "Da outra vez eu estava errado e pedi desculpas. Desta vez quero discutir a liberdade de expressão."

HOSPITAL

Já Mendes pretende mover, além da queixa-crime, também uma ação por perdas e danos pelo conjunto de mensagens sobre ele que o ator já colocou na internet. Caso seja vitorioso, vai reverter o dinheiro para um hospital de Diamantino (MT), sua terra natal.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247