Lava Jato deflagra nova fase e mira corrupção no Banco do Brasil

De acordo com o MPF, a 66ª fase da Lava Jato investiga três gerentes e um ex-gerente do Banco do Brasil que atuaram para facilitar a realização de operações de lavagem de dinheiro entre 2011 e 2014. As movimentações superaram R$ 200 milhões

(Foto: Reuters | Divulgação/PF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - No dia em que são divulgadas novas revelações da Vaza Jato, a Operação Lava Jato deflagrou nesta sexta-feira (27) a sua 66ª fase com o objetivo de apurar lavagem de dinheiro, que, segundo o Ministério Público Federal (MPF), foi praticada por doleiros e funcionários do Banco do Brasil. De acordo com o MPF, esta etapa da Lava Jato investiga três gerentes e um ex-gerente do Banco do Brasil que atuaram para facilitar a realização de operações de lavagem de dinheiro entre os anos de 2011 e 2014. As movimentações superaram R$ 200 milhões.

Policiais federais cumprem ordens judiciais nas casas dos funcionários da instituição financeira e em uma agência de câmbio. Não há buscas em agência ou sede do Banco do Brasil. São cumpridos sete mandados de busca e apreensão em São Paulo (SP) e um em Natal (RN). 

De acordo com a PF, os suspeitos atuaram em benefício de empresas que contratavam com a Petrobrás e precisaram de dinheiro em espécie para o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos.


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email