Lista do BNDES divulgada por Bolsonaro já estava disponível desde 2017

Anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro como a "Caixa Preta do BNDES", dados divulgados nesta sexta-feira estariam disponíveis há, pelo menos, dois anos; divulgação seria resposta à demanda por mais transparência e não mostra "países ideologicamente" alinhados com as gestões de Dilma e Lula entre os maiores tomadores de empréstimo

Lista do BNDES divulgada por Bolsonaro já estava disponível desde 2017
Lista do BNDES divulgada por Bolsonaro já estava disponível desde 2017

247- Divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) como a "caixa preta do BNDES", a lista dos 50 maiores clientes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), já havia sido publicado pelo banco estatal durante o governo Michel Temer em 2017. Bolsonaro publicou a lista, de forma entusiasmada, nesta sexta-feira (18), como parte de sua promessa por transparência na gestão.

Os dados divulgados pelo presidente já haviam sido publicados no Livro Verde, lançado em julho 2017 na gestão do ex-presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, quando a estatal listou os 50 maiores clientes, considerando os valores emprestados de 2001 a 2016. Os valores contratados por operações estão disponíveis no site do banco desde 2012 e o número de informações disponíveis vem aumentando anualmente.

Em nota, o BNDES explicou que a nova ferramenta de consulta de informações busca melhorar a experiência do usuário, dentro do compromisso de facilitar o entendimento do público das operações efetuadas pelo banco.

Na lista, Petrobras, Embraer e Norte Energia lideram o ranking de empréstimos, seguidos de Vale, Odebrecht, TIM, Telefónica, Oi e o Estado de São Paulo completam a lista dos dez maiores clientes do BNDES. Isoladamente, a maior operação da história do banco é o financiamento de R$ 25,4 bilhões para o consórcio Norte Energia construir a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, aprovado em 2012.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247