Lula pede a Moro desbloqueio de aposentadoria e poupança

A defesa do ex-presidente Lula pediu ao juiz Sergio Moro o desbloqueio dos recursos investidos para sua aposentadoria e depositados numa conta poupança, que foram bloqueados por determinação do magistrado em julho, após a condenação a 9 anos e meio de prisão contra o petista; os advogados também pedem a liberação de metade do valor que estava em contas bancárias (R$ 606 mil) e da previdência privada de Lula (R$ 9 milhões)

30/08/2017- Lula é recebido pelo povo de Iguatu (CE) Foto: Ricardo Stuckert
30/08/2017- Lula é recebido pelo povo de Iguatu (CE) Foto: Ricardo Stuckert (Foto: Gisele Federicce)

247 - A defesa do ex-presidente Lula pediu ao juiz Sergio Moro, da Lava Jato, o desbloqueio de parte dos recursos bloqueados por determinação do magistrado em julho, quando Lula foi condenado a 9 anos e meio de prisão no caso do triplex do Guarujá.

Os advogados pedem a liberação de recursos obtidos por meio de aposentadoria e cadernetas de poupança. O documento descreve que Lula recebe uma aposentadoria de cerca de R$ 8,9 mil por mês, benefício obtido em 1993 por ser anistiado político.

A defesa também pede o desbloqueio de metade do valor que estava em contas bancárias (R$ 606 mil) e da previdência privada de Lula (R$ 9 milhões), considerada pelos advogados como parte da herança de Marisa Letícia, mulher de Lula, que morreu em fevereiro último, "por força do regime marital da comunhão universal de bens".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247