Manuela lamenta apoio do PCdoB à reeleição de Maia

Ao responder um internauta nas redes sociais, Manuela lamentou que a falta de unidade do campo político progressista não tenha garantido uma "candidatura comprometida com a democracia", e acabou resultado no apoio a Rodrigo Maia (DEM); "Não foi o que aconteceu: os partidos seguiram diversos caminhos. Lamentavelmente", completou

Manuela lamenta apoio do PCdoB à reeleição de Maia
Manuela lamenta apoio do PCdoB à reeleição de Maia (Foto: Cláudio Kbene)

247 - Um internauta questionou Manuela D'Ávila, que é do PCdoB e foi candidata a vice na chapa de Fernando Haddad à Presidência da República, sobre a decisão do partido de apoiar a candidatura à releição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a presidência da Câmara dos Deputados.

Ao responder Leandro Ramos, que disse estar "ficando sem esperança", Manuela lamentou que a falta de unidade do campo político progressista não tenha garantido uma candidatura comprometida com a democracia, e acabou resultado no apoio a Maia.

"Para mim, o passo inicial seria termos uma posição conjunta, dos cinco partidos de nosso campo, para que juntos buscássemos construir uma candidatura comprometida com a democracia, mesmo que essa não fosse de nossos partidos, já que tal eleição não é terceiro turno presidencial", disse. "Não foi o que aconteceu: os partidos seguiram diversos caminhos. Lamentavelmente", completou.

Sobre as críticas que a legenda recebeu por indicar o apoio a Maia, que também conta com o apoio de Jair Bolsonaro, Manuela justificou afirmando que as "demarcações e divisões entre Partidos de oposição a Bolsonaro de nada servem ao Brasil e às duras batalhas que teremos pela frente".

"Não estamos numa batalha contra ou a favor de nenhum partido de esquerda mas em defesa da permanência da democracia", afirmou.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247