Mercadante: o Brasil com que sonhamos vai voltar

Ex-ministro Aloizio Mercadante acredita que o país "vai voltar" a ser o que era, "se tiver oportunidade"; "Quem é o estadista capaz de reconstruir um diálogo, de criar um clima de renegociação e entendimento, onde todos ganharam? Foi o Lula o arquiteto desta orquestra. Ele é a melhor referência para a reconstrução desse país", afirmou, em entrevista à TV 247; na conversa, ele falou do lançamento do livro “Governos do PT, um Legado para o Futuro”, que discorre sobre as gestões do Partido dos Trabalhadores frente à presidência da República; assista

Ex-ministro Aloizio Mercadante acredita que o país "vai voltar" a ser o que era, "se tiver oportunidade"; "Quem é o estadista capaz de reconstruir um diálogo, de criar um clima de renegociação e entendimento, onde todos ganharam? Foi o Lula o arquiteto desta orquestra. Ele é a melhor referência para a reconstrução desse país", afirmou, em entrevista à TV 247; na conversa, ele falou do lançamento do livro “Governos do PT, um Legado para o Futuro”, que discorre sobre as gestões do Partido dos Trabalhadores frente à presidência da República; assista
Ex-ministro Aloizio Mercadante acredita que o país "vai voltar" a ser o que era, "se tiver oportunidade"; "Quem é o estadista capaz de reconstruir um diálogo, de criar um clima de renegociação e entendimento, onde todos ganharam? Foi o Lula o arquiteto desta orquestra. Ele é a melhor referência para a reconstrução desse país", afirmou, em entrevista à TV 247; na conversa, ele falou do lançamento do livro “Governos do PT, um Legado para o Futuro”, que discorre sobre as gestões do Partido dos Trabalhadores frente à presidência da República; assista (Foto: Ana Pupulin)

247 - O ex-ministro Aloizio Mercadante avaliou em entrevista à TV 247 que o legado do PT trouxe estabilidade, inclusão social, soberania e democracia. “Por isso analisar a história é sempre importante, presidentes que pensaram o desenvolvimento do Brasil de forma estratégica não conseguiram terminar o mandato. Por isso a tentativa de impedir que Lula regresse à presidência é clara”, avalia o ex-ministro.

Na entrevista, Mercadante falou sobre o lançamento do livro “Governos do PT, um Legado para o Futuro”. A obra, organizada pelo ex-ministro e o sociólogo Marcelo Zero, está disponível gratuitamente para download no site da Fundação Perseu Abramo.

O livro discorre sobre as gestões do Partido dos Trabalhadores frente à presidência da República, detalhando avanços com a aplicação da política de bem estar social promovida nas gestões Lula e Dilma, além de abordar o golpe de estado que causou retrocessos históricos.  

Reflexos do golpe

Sobre a entrega dos principais patrimônios brasileiros para o capital internacional, Mercadante é categórico. "A Embraer, por exemplo, é a maior empresa brasileira de tecnologia, que direito tem um governo ilegítimo de destruir a Embraer?", questiona. 

Mercadante, que também foi senador e deputado federal, condena o processo de insegurança instalado no país: "vivemos uma vulnerabilidade jurídica muito profunda, o que está em jogo hoje é o respeito à constituição e ao código de processo penal, que estão completamente desmoralizados, a saída de Lula é intensificar a mobilização nas ruas e o dialogar com a população, o que ele tem feito cotidianamente".

Ele acredita que o país "vai voltar" a ser o que era, "se tiver oportunidade". "Quem é o estadista capaz de reconstruir um diálogo, de criar um clima de renegociação e entendimento, onde todos ganharam? Foi o Lula o arquiteto desta orquestra. Ele é a melhor referência para a reconstrução desse país", destacou.

O ex-ministro considera que, mesmo como teor profundo de retrocessos advindos com golpe, existe infraestrutura suficiente para retomar o crescimento. “Nosso país possui dimensões continentais, conseguimos transformar a agricultura, temos um mercado interno fantástico, o Brasil com que sonhamos vai voltar”, conclui Mercadante. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247