Ministros do Supremo veem com desconfiança recuo de Bolsonaro

Avaliação no STF é que Bolsonaro empreendeu um recuo tático por medo

www.brasil247.com - Alexandre de Moraes e Jair Bolsonaro
Alexandre de Moraes e Jair Bolsonaro (Foto: STF | Reprodução/Youtube)


247 - O recuo tático de Jair Bolsonaro foi recebido com desconfiança pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), informa a coluna de Fausto Macedo no Estado de S.Paulo.

A percepção predominante no Supremo é de que o motivo pelo qual Bolsonaro publicou na quinta-feira (9) uma carta acenando com recuo no conflito com a Corte foi o medo.

A estratégia adotada pelos ministros do STF é a de aguardar para ver se Bolsonaro manterá o recuo.

Segundo ministros do Supremo, o 7 de Setembro deu errado para Bolsonaro, com menos pessoas nas ruas do que esperavam os organizadores. Além disso, Bolsonaro não conseguiu que policiais militares desencadeassem motins nos estados. 

A greve dos caminhoneiros, articulada por Bolsonaro para pressionar o chefe do Congresso, senador Rodrigo Pacheco, a reconsiderar sua posição e abrir o processo de impeachment contra o ministro do STF Alexandre de Moraes, acabou acarretando mais problemas para o ocupante do Palácio do Planalto. 

Michel Temer fez ver a Bolsonaro que se a greve persistir por mais uma semana sua permanência no Palácio do Planalto ficará ameaçada. A avaliação é compartilhada por ministros do Supremo.

Quanto à relação com o Supremo, Bolsonaro acabou vendo o perigo de que a Corte apoiasse a deflagração de um processo de impeachment ou que o TSE acelere a decisão sobre a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão por crimes cometidos na campanha de 2018. Na Corte tramitam quatro inquéritos contra Bolsonaro e a Segunda Turma do Supremo decidirá em breve o futuro do senador Flávio Bolsonaro (Patriotas-RJ) no caso das rachadinhas.  

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email