Pacote de Moro é licença para matar, diz Paulo Sérgio Pinheiro

"Nos planos do sr. Moro, quando envolvidos em homicídios, policiais podem ter quase como certo responder aos inquéritos em liberdade, carta branca para ameaçar testemunhas e cometer mais mortes", aponta o ex-ministro dos Direitos Humanos no governo FHC

Pacote de Moro é licença para matar, diz Paulo Sérgio Pinheiro
Pacote de Moro é licença para matar, diz Paulo Sérgio Pinheiro

247 – "O sr. Moro, com esse pacote, se comportou como elefante em loja de louças. Atirou para todos os lados. Quer alterar nada menos que 14 leis, investe com sofreguidão sobre propostas já consideradas inconstitucionais pelo Supremo, como a vedação do regime de progressão da pena e a impossibilidade de concessão de liberdade provisória. E bota abaixo o princípio constitucional do trânsito em julgado da pena", diz Paulo Sérgio Pinheiro, ministro dos Direitos Humanos no governo FHC, em artigo publicado neste sábado, na Folha de S. Paulo.

"Não há surpresas. O pacote segue à risca o método pautado pela manipulação permanente do medo e pela fantasia de um Estado vingador que o sr. Moro tem personificado com maestria nos últimos anos. O duo Bolsonaro-Moro vai consolidando sua política de segurança modelo bangue-bangue. O mesmo governo que duas semanas atrás, contra todas as evidencias existentes em matéria de violência no planeta, ampliou o acesso a armas de fogo", afirma. "Nos planos do sr. Moro, quando envolvidos em homicídios, policiais podem ter quase como certo responder aos inquéritos em liberdade, carta branca para ameaçar testemunhas e cometer mais mortes."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247