Para Gilmar, é preciso revisar as regras da delação premiada

Ministro do STF Gilmar Mendes disse esperar por uma revisão das regras do mecanismo de delação premiada; "Certamente, não tenho dúvida, que depois de tantos embates e tantas intervenções não só na lei mas na sua execução, certamente nós vamos caminhar, espero, em algum momento, talvez já na próxima legislatura, para um aperfeiçoamento, para um maior cuidado no manejo desse instituto", afirmou

Brasília - O presidente do TSE, Gilmar Mendes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, durante encontro para realização do Seminário Internacional sobre Sistemas Eleitorais. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília - O presidente do TSE, Gilmar Mendes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, durante encontro para realização do Seminário Internacional sobre Sistemas Eleitorais. (Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse esperar por uma revisão das regras do mecanismo de delação premiada. "Certamente, não tenho dúvida, que depois de tantos embates e tantas intervenções não só na lei mas na sua execução, certamente nós vamos caminhar, espero, em algum momento, talvez já na próxima legislatura, para um aperfeiçoamento, para um maior cuidado no manejo desse instituto" declarou.

Para Gilmar, vigora atualmente na delação premiada a teoria dos jogos, onde o delator fala apenas o que o investigador deseja ouvir visando alcançar algum benefício. "Certamente isso é pior para a verdade", disse. Para o ministro, o STF também pode rever os critérios de divulgação dos depoimentos dos delatores.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247