Porchat sinaliza apoio a Moro, ex-juiz parcial declarado suspeito pela suprema corte brasileira

O humorista disse que em 2022 o eleitorado “vai votar com o estômago, infelizmente”

www.brasil247.com - Fabio Porchat e Sergio Moro
Fabio Porchat e Sergio Moro (Foto: Reprodução/Youtube | Reprodução/Facebook)


247 - Em entrevista concedida no começo da semana a Lauro Neto, correspondente da agência Sputnik em Lisboa, o humorista Fabio Porchat  sinalizou apoio à candidatura do ex-juiz Sergio Moro, condenado pelo STF por parcialidade e práticas ilegais na 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba. “Já está uma terceira via apontada, que é o Sergio Moro, que está acontecendo. Agora é esperar, não tem como prever. Um ano antes da eleição [de 2018], Bolsonaro tinha 3% e foi eleito presidente. Então, o que será que vai acontecer? Não tem como saber”.

Porchat seguiu a mesma dinâmica discursiva da mídia conservadora na entrevista, de atacar abertamente Jair Bolsonaro. Quanto a Lula, não fez ataques diretos como a mídia de direita, buscou alfinetar indiretamente, menosprezando o eleitorado porque irá votar em 2022 “com o estômado” e “com fome” -como se faltasse inteligência ao povo brasileiro. “A verdade é que [com] a conjunção dos fatores, o brasileiro votou em 2018 com o fígado. E acho que em 2022 vai votar com o estômago, infelizmente.”

Quanto a Bolsonaro, centrou os ataques no tema da pandemia: “O presidente do Brasil fez uma escolha, que foi de ir contra a vacina, de lutar contra a ciência, de lutar contra a imunização, contra o lockdown, a máscara. Tudo que todo mundo disse que era o melhor ele foi contra. E é por isso que o Brasil hoje é o segundo país com mais mortes do mundo todo. É por isso que o Brasil hoje enfrenta todas as consequências e sequelas dessa luta equivocada contra a COVID-19”.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes do 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email