PSOL pede que PGR apure improbidade em corte de verbas anunciado por Weintraub

PSOL disse que irá pedir ainda nesta terça-feira (30) que a Procuradoria-geral da República (PGR) apure se houve improbidade administrativa por parte do ministro da Educação, Abraham Weintraub, após ele anunciar o bloqueio de verbas destinadas às universidades federais. Mais cedo, Weintraub disse que iria cortar recursos de universidades que, segundo ele, fomentassem o que considera ser uma "balbúrdia"

PSOL pede que PGR apure improbidade em corte de verbas anunciado por Weintraub
PSOL pede que PGR apure improbidade em corte de verbas anunciado por Weintraub

247 - O PSOL disse que irá pedir ainda nesta terça-feira (30) que a Procuradoria-geral da República (PGR) apure se houve improbidade administrativa por parte do ministro da Educação, Abraham Weintraub, após ele anunciar o bloqueio de verbas destinadas às universidades federais. Mais cedo, Weintraub disse que iria cortar recursos de universidades que, segundo ele, fomentassem o que considera ser uma "balbúrdia". A legenda também pretende elabora um projeto de decreto legislativo visando suspender os cortes anunciados pelo ministro.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o bloqueio alcançou 59 instituições de ensino superior, mas a Universidade de Brasília, a Universidade Federal Fluminense e a Universidade Federal da Bahia, respondem por quase metade do valor contingenciado pelo ministro. Em nota, o MEC confirmou que estas três instituições respondem por quase 30% do valor contingenciado.

Também nesta terça-feira, o deputado federal Jorge Solla (PT-BA) disse que irá ingressar com uma ação popular na Justiça Federal para solicitar a imediata anulação do ato do ministro da Educação. (Leia no Brasil 247)

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247