Solnik: Bolsonaro é responsável pelo caos na saúde

O jornalista Alex Solnik comenta o fato de que pouco menos de 10% dos aprovados no novo edital do programa Mais Médicos se apresentaram para trabalhar em seus respectivos postos de saúde, segundo divulgou o ministério da Saúde; "Os médicos cubanos tinham contrato até 2023, estavam adaptados ao Brasil e o presidente eleito destruiu tudo isso; Bolsonaro é o responsável por esse desastre na área da saúde", condena 

Solnik: Bolsonaro é responsável pelo caos na saúde
Solnik: Bolsonaro é responsável pelo caos na saúde

247 - O programa Boa Noite 247 desta quarta-feira (28) destacou o caos na saúde gerado pelo fim do mais médicos, a prisão domiciliar de Antônio Palocci e as aventuras diplomáticas do filho de Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro, nos EUA, atuando informalmente como chanceler. 

Nesta quarta-feira (28) Bolsonaro comemorou em seu Twitter que quase 100% do edital dos mais médicos haviam sido preenchidos por brasileiros. No entanto, sua postagem caiu por terra com a informação divulgada, horas depois, pelo Ministério da Saúde.

Pouco menos de 10% dos aprovados no novo edital do programa Mais Médicos se apresentaram para trabalhar em seus respectivos postos de saúde. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (28) pelo ministério da Saúde.

O jornalista Alex Solnik afirma que Bolsonaro provocou um desastre na área da saúde. "Os médicos cubanos tinham contrato até 2023, estavam adaptados no Brasil e o presidente eleito destruiu tudo isso. Ele é o responsável por esse desastre". 

O jornalista Paulo Moreira Leite diz que a não ocupação do edital é uma tragédia anunciada. "Com o aumento da população e da miséria o cenário da falta de médicos serpa ainda mais grave e Bolsonaro ainda irá dizer que a culpa é de Cuba", aponta. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Boa Noite 247

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247