Frota: Regina Duarte corre o risco de se tornar "a namoradinha do fascismo"

O deputado federal Alexandre Frota comentou a decisão da atriz Regina Duarte de liderar a secretaria da Cultura de Jair Bolsonaro. "Ela não está preparada para assumir o cargo numa guerra dessas. A Regina foi durante anos a namoradinha do Brasil e corre o risco de se tornar namoradinha do fascismo"

Alexandre Frota, Jair Bolsonaro e Regina Duarte
Alexandre Frota, Jair Bolsonaro e Regina Duarte (Foto: Agência Brasil | Divulgação)

247 - O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) opinou sobre a decisão da atriz Regina Duarte de assumir a liderança da secretaria da Cultura do governo de Jair Bolsonaro.

Para Frota, Regina não está preparada para o cargo e pode se tornar "a namoradinha do fascismo". "Gosto muito da Regina Duarte. Mas ela não está preparada para assumir o cargo numa guerra dessas. A Regina foi durante anos a namoradinha do Brasil e corre o risco de se tornar namoradinha do fascismo", disse o deputado à coluna de Tales Faria, do UOL.

Ele também avalia que a atriz pode agregar uma boa imagem a Bolsonaro, "pode gerar mídia num primeiro momento".

"Bolsonaro quer usar a imagem da Regina de boa moça... Que é para ele ganhar credibilidade em cima dela... Assim como ele fez com o Moro lá atrás.. Quando convidou ele para o ministério... vamos ver até quando vai durar esse amor todo!", escreveu Frota no Twitter.

Frota disse também que Regina Duarte não conseguirá exercer seu poder na pasta, já que Bolsonaro está totalmente inserido na secretaria. "O que está ocorrendo na área cultural tem o Jair Bolsonaro por trás. Ele pensa exatamente como o Roberto Alvim e o Olavo".

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247