Morre o flautista Altamiro Carrilho

Altamiro é considerado um dos mais importantes músicos brasileiros; ele faleceu em decorrência de um câncer no pulmão, nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro

Morre o flautista Altamiro Carrilho
Morre o flautista Altamiro Carrilho (Foto: Gilson Abreu)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - Morreu na manhã de hoje (15) o flautista Altamiro Carrilho, um dos mais importantes músicos brasileiros. Ele tinha 87 anos e esteve internado quase um mês no Hospital São Lucas, no Rio, para tratamento de um câncer no pulmão. Teve alta, mas segunda-feira (13) voltou a passar mal e foi levado para a Clínica Enio Serra, onde veio a falecer.

Nascido em 21 de dezembro de 1924 na cidade fluminense de Santo Antonio de Pádua, Altamiro Carrilho foi um dos maiores divulgadores do choro brasileiro, no país e no exterior. Ele fez shows em 48 países. Em seu “Dicionário MPB”, o historiador Ricardo Cravo Albin define Carrilho com “uma lenda viva do choro”.

Virtuose na flauta transversal, o músico gravou, ao longo da carreira iniciada na década de 40, mais de cem discos e foi autor de cerca de 200 composições do gênero que o consagrou, entre elas “Bem Brasil”, “Cheio de Moral”, “Flauta Chorona” e “Canarinho Teimoso”.

O corpo de Altamiro Carrilho será velado na Câmara de Vereadores do Rio.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email