Bolsonaro anuncia redução do auxílio-emergencial

Os valores serão reduzidos do original (R$ 600) e devem ser decrescentes, segundo anunciou, em novas três parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300

Paulo Guedes e Jair Bolsonaro em live do governo. 25/06/2020
Paulo Guedes e Jair Bolsonaro em live do governo. 25/06/2020 (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro, em sua live nesta quinta-feira, 25, disse que o governo irá prorrogar o pagamento do auxílio emergencial por mais três parcelas. 

Os valores, entretanto, serão reduzidos do original (R$ 600) e devem ser decrescentes, segundo anunciou, em parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300 por mês, totalizando R$ 1.200 em três meses.

“O auxílio emergencial vai partir para uma adequação. Serão, com toda certeza, R$ 1.200, em três parcelas. Deve ser, estamos estudando, R$ 500, R$ 400 e R$ 300”, afirmou.

Originalmente, o valor do auxílio é de R$ 600. Desta forma, em três meses, Bolsonaro irá retirar 600 reais do bolso das famílias brasileiras. 

O programa tinha previsão de durar três meses, mas com o aprofundamento da pandemia do coronavírus, teve que ser estendido.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247