Golpe elimina quase 2 milhões de empregos formais para os jovens

A precarização do mercado de trabalho, que se intensificou após o golpe de 2016, com a reforma trabalhista de Michel Temer, atingiu sobretudo os mais jovens, que perderam quase 2 milhões de vagas formais, nos últimos anos

Golpe elimina quase 2 milhões de empregos formais para os jovens
Golpe elimina quase 2 milhões de empregos formais para os jovens (Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Publicas)

247 – A precarização do mercado de trabalho, que se intensificou após o golpe de 2016, com a reforma trabalhista de Michel Temer, atingiu sobretudo os mais jovens, que perderam quase 2 milhões de vagas formais, nos últimos anos. "Uma análise mais aprofundada dos dados sobre o mercado de trabalho desde 2012 mostra que a oferta de vagas com carteira assinada caiu dramaticamente para um segmento bem específico: os mais jovens. O número de vagas formais no setor privado entre jovens de até 24 anos recuou mais de 25% de 2012 a 2018. A redução de postos com carteira assinada no período foi de 1,9 milhão apenas nesse segmento", informa a jornalista Flavia Lima, em reportagem publicada na Folha.

"O trabalhador mais jovem foi, de longe, o mais afetado pela crise, mostra o levantamento feito por Cosmo Donato, economista da LCA Consultores, com base nos microdados da Pnad, a pesquisa por amostra de domicílios do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O saldo de empregos com carteira assinada no grupo de pessoas com idade entre 25 e 44 anos também foi negativo, mas numa intensidade bem inferior —queda de 481,3 mil."

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247