Governo quer propor congelamento de progressões de servidores

O governo Jair Bolsonaro quer propor o congelamento das progressões de servidores públicos nas carreiras para economizar recursos em 2020. A medida integra um cardápio de ações que poupariam mais de R$ 10 bilhões em despesas obrigatórias no próximo ano

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo Jair Bolsonaro quer propor o congelamento das progressões de servidores públicos nas carreiras para economizar recursos em 2020. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo. A medida integra um cardápio de ações que poupariam mais de R$ 10 bilhões em despesas obrigatórias no proximo ano.

De acordo com o tempo de serviço, os servidores avançam na carreira e ganham aumentos salariais. Na carreira de auditor-fiscal da Receita Federal, por exemplo, o funcionário começa ganhando R$ 21 mil por mês e vai progredindo com os anos, até chegar à remuneração de R$ 27,3 mil mensais.


Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247