Governo reavalia concessão de aeroporto de Congonhas

Ministério dos Transportes afirmou que o governo federal está reavaliando a concessão do aeroporto paulistano de Congonhas, afirmando que sem as receitas do terminal a estatal Infraero perde sustentabilidade financeira; texto foi divulgado após a imprensa noticiar que, para manter sua influência sobre a Infraero, o Partido da República (PR) estava exigindo a suspensão da concessão de Congonhas; em troca, a legenda votaria pelo arquivamento da segunda denúncia contra Temer

Em foto de arquivo, aviões da Gol e da TAM são vistos no aeroporto de Congonhas, em São Paulo 17/1/2014 REUTERS/Nacho Doce
Em foto de arquivo, aviões da Gol e da TAM são vistos no aeroporto de Congonhas, em São Paulo 17/1/2014 REUTERS/Nacho Doce (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O Ministério dos Transportes afirmou nesta sexta-feira que o governo federal está reavaliando a concessão do aeroporto paulistano de Congonhas, afirmando que sem as receitas do terminal a estatal Infraero perde sustentabilidade financeira.

Em nota distribuída à imprensa pelo Palácio do Planalto, o ministério afirmou que a reavaliação segue "única e exclusivamente, argumentação técnico-financeira do ministério, sem interferências políticas externas".

O texto foi divulgado um dia depois que a Reuters publicou reportagem em que fontes afirmaram que para manter sua influência sobre a Infraero, o Partido da República (PR) estava exigindo a suspensão da concessão de Congonhas. Em troca, o partido garantia votar para derrubar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer no plenário da Câmara na próxima semana.

Por Alberto Alerigi Jr.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247