Incentivar a lucratividade de setores empresariais foi o erro do governo Dilma

A economista Laura Carvalho esclarece o panorama econômico do governo Dilma; ela afirma que Dilma errou ao aceitar a “agenda Fiesp”, a partir de 2011; para a professora da Usp, o incentivo para a lucratividade dos setores empresariais desorganizou o ciclo virtuoso que a economia do país vinha experimentando

LONDRES NACIONAL 05-05-2018 BRAZIL FORUM UK PALESTRANTE DILMA ROUSSEFF FOTO BRAZIL FORUM
LONDRES NACIONAL 05-05-2018 BRAZIL FORUM UK PALESTRANTE DILMA ROUSSEFF FOTO BRAZIL FORUM (Foto: Gustavo Conde)

247 – A economista Laura Carvalho esclarece o panorama econômico do governo Dilma. Ela afirma que Dilma errou ao aceitar a “agenda Fiesp”, a partir de 2011. Para a professora da Usp, o incentivo para a lucratividade dos setores empresariais desorganizou o ciclo virtuoso que a economia do país vinha experimentando.

“A economista Laura Carvalho diz que a ex-presidente Dilma Rousseff tem “uma responsabilidade, sim” pela atual crise econômica, “mas não aquela que vem sendo atribuída a ela”. Laura deu entrevista ao “Jornal da CBN – 2ª Edição” para falar do livro que está lançando: “Valsa Brasileira, do Boom ao Caos Econômico”.

Segundo a economista, “não houve uma gastança” no governo Dilma. Ela lembra que as despesas públicas cresceram menos do que nos anos Lula e no segundo mandato de FHC. Laura afirma que o principal erro de Dilma foi ter adotado, a partir de 2011, o que ela chama de “agenda Fiesp”, com um política de incentivos de custo elevado.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247