MMX tem prejuízo de R$ 55 mi no 1o trimestre

No mesmo período do ano anterior, empresa de mineração do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, teve lucro de R$ 49,3 milhões; no comunicado, o diretor-presidente e de relações com investidores da MMX, Carlos Gonzalez, disse que a companhia está reestruturando planos para melhorar suas operações

MMX tem prejuízo de R$ 55 mi no 1o trimestre
MMX tem prejuízo de R$ 55 mi no 1o trimestre

Reuters - A MMX, empresa de mineração do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, teve um prejuízo líquido de 55,2 milhões de reais no primeiro trimestre, ante lucro de 49,3 milhões de reais um ano antes.

O Ebtida (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização no período) foi de 6,26 milhões de reais, queda de 11 por cento na comparação anual.

As vendas de minério de ferro no trimestre recuaram para 1,36 milhão de toneladas, queda de 2 por cento ante igual período do ano passado e de 28 por cento ante o trimestre anterior.

"O menor volume vendido, em comparação com trimestres anteriores, ocorreu devido ao redirecionamento de parte da produção para o mercado externo, além da menor retirada de minério de ferro por parte de clientes locais que enfrentaram problemas operacionais", informou.

A produção de minério de ferro da MMX durante o primeiro trimestre foi de 1,5 milhão de toneladas, indicando queda de 7 por cento frente ao quatro trimestre e de 1 por cento em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

No comunicado, o diretor-presidente e de relações com investidores da MMX, Carlos Gonzalez, disse que a companhia está reestruturando planos para melhorar suas operações.

"Estamos focados na busca de uma maior eficiência operacional, preservação de liquidez e maximização de valor para nossos acionistas, confiantes de que garantiremos importante posicionamento da MMX no mercado transoceânico de minério de ferro", informou em comunicado.

A companhia informou que os investimentos da MMX neste trimestre foram focados na obras de expansão na Unidade Serra Azul e o prosseguimento na implantação do Superporto Sudeste, que a companhia estima colocar em operação até o final de 2013.

No trimestre, os investimentos da MMX somaram 660,2 milhões de reais, sendo 135,8 milhões de reais no Superporto Sudeste e 524,4 milhões de reais na Unidade de Serra Azul.

(Por Juliana Schincariol no Rio de Janeiro e Fabíola Gomes em São Paulo)

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247