Polícia francesa investiga fraude e manipulação de resultados no torneio de Roland Garros

A Procuradoria disse que a investigação de "fraude em um grupo organizado" e "corrupção ativa e passiva" está relacionada a uma partida feminina da dupla romena formada por Andreea Mitu e Patricia Mari contra a russa Yana Sizikova e a norte-americana Madison Brengle

(Foto: ©Julien Crosnier / FFT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PARIS (Reuters) - Procuradores franceses disseram nesta terça-feira que iniciaram uma investigação sobre uma suposta manipulação de resultados em uma partida feminina de duplas no torneio de tênis de Roland Garros.

A Procuradoria disse que a investigação de "fraude em um grupo organizado" e "corrupção ativa e passiva" está relacionada a uma partida feminina da dupla romena formada por Andreea Mitu e Patricia Mari contra a russa Yana Sizikova e a norte-americana Madison Brengle.

A investigação foi iniciada no dia 1º de outubro.

Quando indagados sobre o caso, os organizadores de Roland Garros direcionaram a Reuters à Unidade de Integridade no Tênis (TIU, na sigla em inglês), que não quis comentar.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247