11 de julho terá ato da CUT e CMS em Porto Alegre

Seguindo a onda das manifestações que vem ocorrendo no País, as centrais brasileiras estão convocando o movimento sindical e a sociedade em geral para o Dia Nacional de Luta que acontece nesta quinta-feira; na capital gaúcha, a CUT/RS e a Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS) realizarão ato público às 16h, no Largo Glênio Peres

11 de julho terá ato da CUT e CMS em Porto Alegre
11 de julho terá ato da CUT e CMS em Porto Alegre

Sul 21 - Seguindo a onda das manifestações que vem ocorrendo em todo o Brasil desde o mês passado, as centrais sindicais de todo o Brasil estão convocando o movimento sindical e a sociedade em geral para o Dia Nacional de Luta que acontece nesta quinta-feira, 11 de julho. O objetivo da mobilização nacional é destravar a pauta da classe trabalhadora no Congresso Nacional e nos ministérios.

Em Porto Alegre, a CUT/RS e a Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS) irão realizar um ato público, às 16h, no Largo Glênio Peres. O local irá receber as marchas promovidas pelos diferentes setores do movimento que já estarão mobilizados desde a madrugada que terá greves, atos e manifestações nos locais de trabalho em todas as regiões do Estado.

A partir das 10h, serão feitas três concentrações para as grandes marchas que se dirigirão ao Largo Glênio Peres, em Porto Alegre. A primeira será no Laçador, a segunda, na rótula do Papa (Estádio Olímpico) e a terceira partirá da Avenida Assis Brasil, (próximo ao IAPI). Após às 16h, terá um grande ato no Largo Glênio Peres.

Mobilizações no interior

Santa Maria

A concentração será a partir das 9h na praça Saldanha Marinho, após terá uma caminhada pela Avenida Rio Branco até a antiga Estação Férrea. De acordo com Marizar Mansilha de Melo, o trevo de acesso para a UFSM também será bloqueado. Na parte da tarde, às 17h será realizado um ato político e unificado na praça Saldanha Marinho.

Pelotas

Segundo Elton de Oliveira Lima, da regional Sul, o transporte coletivo da cidade será paralisado. A partir das 8h, haverá concentração dos trabalhadores em frente a Prefeitura Municipal e após, uma caminhada pelas ruas do centro. Às 12h, será realizado um almoço coletivo na praça Coronel Pedro Osório. E na parte da tarde, será realizado um ato político.

Passo Fundo

Conforme Alcidir Antoninho de Andrade, coordenador da regional Planalto, o dia inicia com manifestações e paralisações em várias empresas desde a madrugada. A partir das 10h, haverá um encontro na esquina do Banco do Brasil, localizado no centro da cidade. O dia todo será de manifestações.

Altos da Serra e Médio Alto Uruguai

Irão se somar as atividades realizadas em Passo Fundo, com a regional Planalto.

Santa Rosa

A partir das 5h haverá paralisações na cidade. Na praça central da cidade, haverá concentração para a grande caminhada que partirá às 16h até a Câmara Municipal de Vereadores pedindo a redução dos valores das diárias dos vereadores. Logo, irão para a frente do INSS onde farão um ato com previsão de término por volta das 18h, assegurou Janir César Moraes Lino, coordenador da regional Missões.

Erechim

Em Erechim, região do Alto Uruguai, haverá paralisação da BR 153, na parte da manhã e uma caminhada pelo Distrito Industrial, conforme informou o coordenador da regional, Fábio Adamzuk.

Vale do Sinos

Mauri Schorn, coordenador da regional Vale dos Sinos, afirmou que, pela manhã, haverá paralisação na BR 116, em Sapucaia do Sul. Em Canoas, os manifestantes irão paralisar a BR 116. Às 12h, haverá almoço no Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas. Dali, seguem para o Monumento do Laçador por volta das 13h30min e às 14h iniciarão a caminhada até o Largo Glênio Peres.

Vale do Rio Pardo

De acordo com o coordenadora da regional, Miriam Neumann Trindade, na parte da manhã, a partir das 9h30, os trabalhadores se reunirão no trevo de entrada da cidade de Venâncio Aires, após realizarão uma caminhada até o centro do município. À tarde, a partir das 15h, haverá um ato político na praça Getúlio Vargas, em Santa Cruz do Sul.

Serra

Em Caxias do Sul, as manifestações iniciarão ainda na madrugada, com a paralisação das principais rodovias da cidade. Segundo o coordenador da regional Serra, Antônio Staudt, as mobilizações são em conjunto com os sindicatos da região e culminarão no ato público, a partir das 9h, na praça Dante Alighieri.

Litoral Sul

Na cidade de Rio Grande, os trabalhadores irão paralisar o transporte coletivo do município, no começo da manhã e após, o Polo Naval. Na parte da tarde, os sindicatos realizarão atividades com suas categorias e a partir das 17h, será realizado o ato unificado na praça Doutor Pio.

Ijuí

Na região Noroeste, as mobilizações se concentrarão na cidade de Ijuí. Três caminhadas acontecerão no município para chegar na praça da República por volta das 9h30. Após, haverá uma grande marcha pelas ruas do centro da cidade. Além disso, será realizada panfleteações em diversos pontos, durante todo o dia, conforme informou a coordenadora da região, Teresinha de Jesus Boneto Mello.

Celeiro

De acordo com o coordenador da regional Celeiro, Paulo Cesar Franz, a partir das 9h, os trabalhadores rurais irão bloquear alguma importante rodovia da região. Na parte da tarde, às 16, haverá um ato político na praça da Bandeira, na cidade de Três Passos e após, uma caminhada pelo centro do município.

Confira a pauta defendida pelos trabalhadores:

- Contra o PL 4330, sobre terceirização;
- 10% do PIB para a educação;
- 10% do orçamento da União para a saúde;
- Redução da jornada de trabalho para 40h semanais, sem redução de salário;
- Fim do fator previdenciário;
- Valorização das aposentadorias;
- Reforma agrária;
- Suspensão dos leilões de petróleo;
- Transporte público e de qualidade;
- Reforma política.

Com informações da CUT

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247