Aliança entre DEM e PMDB fica estremecida

Motivo é o envolvimento dos partidos nas eleições municipais, como em Jataí, por exemplo, onde o senador Ronaldo Caiado e o deputado federal Daniel Vilela não conseguem chegar a um consenso; por trás do desentendimento, na verdade, está a disputa pelo governo em 2018; Caiado se aliou ao PMDB em 2014 com chancela de Iris Rezende e de olho no apoio peemedebista para o próximo pleito estadual; o problema é que Daniel Vilela é o nome do PMDB para 2018 e as articulações sobre um apoio a Caiado esfriaram totalmente depois que Iris se aposentou

Motivo é o envolvimento dos partidos nas eleições municipais, como em Jataí, por exemplo, onde o senador Ronaldo Caiado e o deputado federal Daniel Vilela não conseguem chegar a um consenso; por trás do desentendimento, na verdade, está a disputa pelo governo em 2018; Caiado se aliou ao PMDB em 2014 com chancela de Iris Rezende e de olho no apoio peemedebista para o próximo pleito estadual; o problema é que Daniel Vilela é o nome do PMDB para 2018 e as articulações sobre um apoio a Caiado esfriaram totalmente depois que Iris se aposentou
Motivo é o envolvimento dos partidos nas eleições municipais, como em Jataí, por exemplo, onde o senador Ronaldo Caiado e o deputado federal Daniel Vilela não conseguem chegar a um consenso; por trás do desentendimento, na verdade, está a disputa pelo governo em 2018; Caiado se aliou ao PMDB em 2014 com chancela de Iris Rezende e de olho no apoio peemedebista para o próximo pleito estadual; o problema é que Daniel Vilela é o nome do PMDB para 2018 e as articulações sobre um apoio a Caiado esfriaram totalmente depois que Iris se aposentou (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - A relação entre DEM e PMDB não está nada boa. Os problemas na aliança foram abordados em nota na coluna Giro, de O Popular, nesta quarta-feira. O motivo é o envolvimento dos partidos nas eleições municipais, como em Jataí, por exemplo, onde o senador Ronaldo Caiado e o deputado federal Daniel Vilela não conseguem chegar a um consenso.

Por trás do desentendimento, na verdade, está a disputa pelo governo em 2018. Caiado se aliou ao PMDB em 2014 com chancela de Iris Rezende e de olho no apoio peemedebista para o próximo pleito estadual. O problema é que Daniel Vilela é o nome do PMDB para 2018 e as articulações sobre um apoio a Caiado esfriaram totalmente.

O entusiasmo com Caiado diminuiu drasticamente depois que Iris Rezende se aposentou. O ex-governador era a única sustentação de apoio do senador dentro do PMDB. Daniel não faz questão alguma de Caiado e já trata o parlamentar do DEM como rival para 2018.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247