Camilo: “O Estado é maior e mais forte do que qualquer organização criminosa”

“O Estado é maior e mais forte do que qualquer organização criminosa”, afirmou o governador Camilo Santana (PT) nesta quinta-feira (15), durante o lançamento do Centro de Inteligência Integrada da Polícia Federal em Fortaleza. Presente na solenidade, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, pediu um minuto de silêncio pela morte da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) e por todas as pessoas vítimas de violência no País e disse que nenhum destes “bárbaros crimes ficarão impunes”

“O Estado é maior e mais forte do que qualquer organização criminosa”, afirmou o governador Camilo Santana (PT) nesta quinta-feira (15), durante o lançamento do Centro de Inteligência Integrada da Polícia Federal em Fortaleza. Presente na solenidade, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, pediu um minuto de silêncio pela morte da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) e por todas as pessoas vítimas de violência no País e disse que nenhum destes “bárbaros crimes ficarão impunes”
“O Estado é maior e mais forte do que qualquer organização criminosa”, afirmou o governador Camilo Santana (PT) nesta quinta-feira (15), durante o lançamento do Centro de Inteligência Integrada da Polícia Federal em Fortaleza. Presente na solenidade, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, pediu um minuto de silêncio pela morte da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) e por todas as pessoas vítimas de violência no País e disse que nenhum destes “bárbaros crimes ficarão impunes” (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - “O Estado é maior e mais forte do que qualquer organização criminosa”, afirmou o governador Camilo Santana (PT) nesta quinta-feira (15), durante o lançamento do Centro de Inteligência Integrada da Polícia Federal em Fortaleza, o primeiro do Brasil. O anúncio do Centro ocorre após quatro chacinas no Estado nos primeiro três meses do ano.

Presente na solenidade, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, começou seu discurso pedindo um minuto de silêncio pelo assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) e por todas as pessoas vítimas de violência no País. Ele disse ainda que nenhum destes “bárbaros crimes ficarão impunes” e que o governo “não descansará” até prender todos os envolvidos”. “Mais do que um anúncio, é um marco que nós acreditamos ser necessário se repetir em todo o País. O crime não vencerá”, afirmou. 

(Com informações do jornal O Povo)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247