Carris tem segundo caso de abandono de cargo

Ainda não se passaram seis meses desde a nomeação, por parte do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), da nova diretoria da Carris; Jaqueline Simões, procuradora-geral empresa pública, entretanto, é a segunda profissional com cargo de confiança a pedir demissão no período; o então diretor-presidente da empresa pública, Luis Fernando Ferreira, anunciou sua saída vinte dias após assumir a função

Porto Alegre, RS - 31.01.2017 Apresentação e posse da nova direção da Carris. 
Porto Alegre, RS - 31.01.2017 Apresentação e posse da nova direção da Carris.  (Foto: Leonardo Lucena)

Sul 21 - Ainda não se passaram seis meses desde a nomeação, por parte do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), da nova diretoria da Carris. Jaqueline Simões, procuradora-geral empresa pública, entretanto, é a segunda profissional com cargo de confiança a pedir demissão no período. O então diretor-presidente da empresa pública, Luis Fernando Ferreira, anunciou sua saída vinte dias após assumir a função.

Ambos haviam sido selecionados, de acordo com a Prefeitura, através do banco de talentos criado pelo governo municipal em parceria com a ONG Comunitas, que funciona na sede da Fundação Ruth Cardoso, ligada ao PSDB.

Em nota, a Carris confirma o pedido de demissão de Jacqueline na terça-feira passada (11) e que a servidora “manifestou motivos pessoais para a decisão”. Ferreira alegara ter outros projetos.

Marchezan já sinalizou seu intento de privatizar a empresa pública cujo prejuízo anual, segundo dados do governo, é de R$ 50 milhões. Jacqueline, de acordo com o texto publicado pela Prefeitura em sua posse, tem experiência em “negociação sindical, relações trabalhistas, recursos humanos e sindicatos patronais; e ampla experiência na área trabalhista”.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247